segunda-feira, 12 de setembro de 2016

O NOME YAHSHUAH NO TETRAGRAMA-Y H VH


Yahshuah-SALVAÇÃO  DE YAH-VEH-  o unico nome  sobre todo  o nome-Fil-2;9....por  isso  tem o tetragrama  kadosh...
Y H V H

Temos abaixo  o  tetragrama em ordem  de cima  para baixo!
Y H V H  transliterado para o portugues.
Em hebraico  quadratico-atual.
Hebraico arcaico-antigo.
Pictografado mais antigo.






















Uma  explicação consisa  sobre o  porque  do  tetragrama  Y H V H  no nome  do Salvador Yahshuah!

Ivonil  Ferreira  de Carvalho!

domingo, 11 de setembro de 2016

Yahshuah o Bem bachor (filho primogenito.)




E ela"Myriam" deu  à  luz o seu ben  bachor(filho-primogenito).Luka 2,7.


Primeiro não existe original da escritura em grego, e sim copias gregas da ketivay hakadosh(escritura sagrada)
O filho é criado!
..unigenito do pai(unico gerado)jo 1;14.
...o primogenito(1°gerado)apo-1,15

A palavra hebraica correspondente, bekor, que tem algumas formas variantes, como bekirah e bakar, vem de uma raiz que significa «irromper», uma alusão ao processo do nascimento, ocorre por cerca de cento e vinte vezes no Tanak(A.T) com suas variantes, desde Gn 4:4 até Zc 12:10. Nas copias gregas gregas(NT) temos uma única palavra, protótokos, empregada oito vezes, em Lc 2:7; Rm 8:29; Cl 1:15,18; Hb 1:6; 11:28; 12:23; Ap 1:5. E o substantivo, prototókia, aparece por uma vez, em Hb 12:16. A derivação desse vocábulo grego é importante, sobretudo quando aplicado ao Mashyah. Procede de duas outras palavras gregas, prótos, «primeiro», e tíkto, «dar à luz». Essas palavras, no hebraico ou no grego, eram usadas a respeito de seres humanos ou de animais.
O pai é o criador!(hebraico- אהיה אשר אהיה Ehye asher ehye)
A expressão que normalmente se traduz como "eu sou", na verdade em hebraico significa "serei que serei" אהיה אשר אהיה Ehye asher ehye.
Este Ehye é o verbo "ser" na primeira pessoa do singular, na conjugação futuro, portanto não teria lógica de se traduzir como eu sou, mas sim eu serei.
Existem muitas passagens bíblicas que fazem uso deste verbo no futuro, veremos i duas para entendermos esta pratica.

אהיה לכם לאולהים- Ehye lachem leulhim - Serei para vocês por Ulhim.
E ser-me-eis por povo, e eu vos serei por Ulhim.. Jeremias 30:22
אנכי אהיה עמך - Anochi ehye imach -Eu serei contigo
E ordenou a Josué, filho de Num, e disse: Esforça-te e anima-te; porque tu introduzirás os filhos de Yahshurum na terra que lhes jurei; e eu serei contigo. Deuteronômio 31:23

O filho é criado!
..unigenito do pai(unico gerado)jo 1;14.(A palavra hebraica é yahid-yarrid-signiifca "Unico" no grego é no·ge·nés é definida pelos lexicógrafos como “único de sua espécie, ímpar”, 
...o primogenito(1°gerado)apo-1,15 (A palavra hebraica correspondente, bachor(barror) que tem algumas formas variantes, como bekirah e bakar, vem de uma raiz que significa «irromper», uma alusão ao processo do nascimento, ).

Ivonil Ferreira  de Carvalho

domingo, 4 de setembro de 2016

O MASHYAH NO TEMPO PERFEITO DO RUKHA NEVUAH

MORTE DO SALVADOR UMA PROFECIA COM - HORA DIA MÊS E ANO E MILÊNIO MARCADOS! 

O Salvador Yahshuah haMashyah nasceu e morreu dentro da cronologia profética! Todos os acontecimentos em todos os sentidos, milênio, ano, mês, dia e hora são de tempos marcados, separados ou determinados. "Assim como as “Minhas ofertas queimadas, do aroma agradável, tereis cuidado; para mas trazer a SEU TEMPO DETERMINADO.” Num. 28:1 e 2 A data do Seu nascimento não é tão enfática na Escritura, mas é igualmente assinalado na profecia cronológica, mas neste estudo iremos nos deter na Sua morte mais especificamente. HORA: Diariamente eram realizadas no templo os holocaustos da manhã e da tarde, na oferta de incenso suave no altar de ouro, e nas ofertas especiais pelos pecados individuais. Havia também ofertas para o shabat e as luas novas nos princípios de cada mês. Toda manhã e tarde, um cordeiro de um ano, sem defeito, era queimado sobre o altar, estas horas eram consideradas sagradas, e, por toda a nação hebraica, vieram a ser observadas como um tempo solene, reservado para adoração. E, quando, em tempos posteriores, os yahudim (judeus) foram espalhados como cativos em países distantes, ainda naquela hora designada voltavam o rosto para Yahushalaym e proferiam suas petições ao Eterno Soberano de Yahshurum. 




Danyahu, fazia isto! Estes horários equivalem às 9 horas da manhã e às 3 horas da tarde, justamente o intervalo de tempo corresponde às horas em que o Salvador sofreu o martírio que lhe culminou o Grande sacrifício que resgata os seres que herdarão a salvação. Existem opiniões divididas quanto ao horário exato que Yahshuah foi colocado no madeiro,  uns falam que às 9 horas iniciou-se o julgamento; ao equivalente a meio dia ele é pregado no madeiro, e as 3h da tarde ele morre. Enquanto outros dizem que foi colocado no madeira às a  hora sexta(meio dia)  e morre às 3 horas da tarde.  O que podemos afirmar com certeza é que foi neste período de horas que o grande sacrifíco que tipificava a pessach aconteceu. DIA E MÊS: Esta data é a mais evidente e mais fácil de ser identificada! Todos sabem que o Salvador morreu no dia da Pessach “No mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a Pessach de Yahveh.” Levítico 23:5 Primeiro mês – Abibe – Êxodo 12: 1 e 2 e 13:4 

"Hatevilah(imersão) de Yahshuah  em 14  de tysri (7º-mes)  do ano 27 era comum"

E sobre o tempo  sobre a  prisão, execução   e morte   do  Mashiyah  na estaca, lemos...Então Y`hudah (Judas)...levando consigo  um destacamento de  soldados  e alguns  guardas  oferecidos  pelos  Kohanim (sacerdotes)  e  p`rushim (fariseus) ...veio  com  tochas  e armas...e prenderam  a Yahshuah...e  o conduziram  a  Anáz  sogro  de  kaifaz,  que  era  o Kohem  Gadol (sumo sacerdote). Yahonan 18,26-30.
Portanto, o  Mashiach  passou  toda  aquela  noite  do  dia  14 de Abib; sendo  julgado  pelo tribunal  religioso dos  Y`hudim (Judeus)  chamado Sanhedrin ( Sinedrio.  E...pela  manhã  cedo  Yahshuah  foi  levado da  casa  de  kaifaz  para  a audiência  diante  de Pilatos; Yahonan (João) 18,28.  E  no  tribunal  de Pilatos, os Y`hudim (judeus)...não  entraram...para  não  contaminar (com  os  goym-gentios-Pilatos  era  romano) Mas,  poderem  comer  a Pêssah (Páscoa) Y`honan 18,28.  A audiência  diante de Pilatos  depois  Herodes  e novamente Pilatos.  Durou  desde  as  primeiras  horas  da  manhã  até aproximadamente meio  dia daquele  dia 14  de Abib quarta  feira.
Assim  as  escrituras  nos  mostram  com  muita  clareza, que, Yahshuah  comeu a Pêssah  (Pascoa)  com  seus  talmidim (discipulos) na  1ª  tarde  do  dia 14  de Abib,  foi crucificado na  hora sexta (meio dia), yahanam(joão) 19;14E Mattityahu(MT) 27;45-6) morreu   na hora nona  (3 da tarde)Matittyahu 27;46,  e foi sepultado por Yossef  de Ramataym  (José de Arymateia)  e Nakdmon (Nicodemos)  ao  pôr  do  sol (6 horas  da  tarde) na  ultima  tarde  do  mesmo  dia  14  de Abib.
O Decreto de Reconstrução de Jerusalém
Jerusalém - decreto de reconstrução

Com base no fundamento histórico para essa data (457 a.C.) como o inicio das primeiras duas divisões do período das 70 semanas (7+62 semanas = 483 anos), a conclusão dos 483 anos é 27 e.c, o ano da “tevilah” de Yahshuah. A imersão marcou a inauguração do ministério público de
Yahshuah como o Mashyah, (o Ungido. Há pelo menos duas fortes razões para a escolha do primeiro decreto de Artaxerxes I em 457 a.C. (Ezrá, Esdras 7)
ruinas de Jerusalém
E nos dias de Artaxerxes, rei da Pérsia, Bislão, Mitredate e Tabeel e os outros seus companheiros lhe escreveram; a carta estava escrita em caracteres aramaicos e língua siríaca. Eis o teor da carta endereçada ao rei Artaxerxes: Teus servos, os homens daquém do Eufrates e em tal tempo. Seja do conhecimento do rei que os judeus que subiram de ti vieram a nós em Jerusalém. Eles estão reedificando aquela rebelde e malvada cidade e vão restaurando seus muros e reparando os seus fundamentos.”



"Contadas   as  7  semanas=49  anos,  a    partir  de  457 chega-se  no  ano  de 408  antes   do Mashyah,  este   foi   o tempo  gasto  na  restauração  da  cidade  de  Yahshalaym e  seus  muros...em  tempos trabalhosos...com  uma mão  fazia a  obra  e  a  outra    tinha  as   armas; Danyah=Daniel 9,25;  e  Neemias 4,1-17."

Todos os cordeiros que eram símbolos ou antítipos do Salvador, puro e imaculado Cordeiro de Yahveh!  Tudo começou 
no outono de 457 aC- (antes da era comum) com a "ordem para restaurar e para edificar Jerusalém". Uma profecia inserida em outra profecia. O total são 2300 tardes e manhãs ou seja 2300 anos. Usando uma no para cada dia conforme indica a própria interpretação escriturística. Segundo o número dos dias em que espiastes esta terra, quarenta dias, cada dia representando um ano Números 14:34 …um dia te dei para cada ano. Ezequiel 4:6;7.
O decreto (que pode ser datado com exatidão de 457 a.C.) não menciona nada sobre reconstruir Jerusalém. Entretanto, fornece uma medida de autonomia civil desconhecida desde a desolação de Jerusalém e Judá causada por Babilônia (v.25-26). Isso em si sugeriria que as condições na Judéia tinham mudado notavelmente e que a autonomia era mais uma vez não só possível, mas estava agora sendo concedida.
esdras_4
 Reconstruindo Jerusalém – Esdras 4
 O retorno de Esdras e seu grupo de companheiros judeus descrito em Esdras 7 parece estar relacionado aos eventos registrados em Esdras 4:7-23. Os versículos de 7 e 11-12 fornecem essa ligação:

 Setenta  shavuym(70 setes)  ou 70 semanas de anos-490  anos ao todo.  “estão decretadas sobre o teu povo! Correspondem ao período da restauração do estado de Yahshurum (Israel). Estendendo desde e o ano  457 antes da era comum até o ano 31 da nossa era. O Eterno determinou um último prazo para a nação aceitar ou rejeitar o privilégio a ela concedida de serem os representantes do Yahveh perante o mundo como nação. Este período foi relembrado por Yahshuah quando respondeu a pergunta de Kefah (Pedro):  “até quantas vezes pecará meu irmão(judeu) contra mim, e eu lhe perdoarei? Até sete? Mateus 18:21 E na resposta do Mashyah estava intrínseco o período de perdão para a própria nação eleita determinada na profecia de Danyahu 9 “Yahshuah lhe disse: Não te digo que até sete; mas, até setenta vezes sete.70X7--490-’Mateus 18:22 Equivalentes  á setenta semanas. A  profecia das 70 semanas  é sub-dividida  em tres partes- 7 semanas(49 anos) + 62 semanas(434 anos) + 1 semana (7 anos). Sete (7) semanas O cativeiro babilônico terminou em 538 antes da era comum e a cidade deveria ser reconstruída.  O período das 7 semanas equivalem aos 49 anos de restauração do Estado – Nação de Yahshorul. De 457 até 408 antes da era comum (lembrando que a contagem de anos é regressiva). 62 semanas "Sabe e entende, desde a ordem para restaurar e edificar Yahushalaym, até o Ungido. Correspondem ao período do ano 408 a.e.c. fim dos primeiros 49 anos ou 7 semanas, no outono ou seja mês sétimo de Tisry - com o decreto promulgado por Artaxerxes, rei da Pérsia que se acha em Esdras 7:12 a 26, o início desta restauração é descrito nos livros de Esdras e Neemias. E fantasticamente este período termina justamente no ano 27 da nossa era quando o Mashyah é ungido pelo próprio Eterno com o rukha kadosch e imerso nas águas do Yardem por Yohanam hamat-bil, justamente no outono no mês de Tisry, muito provavelmente nas Festas deste mês. 62 semanas -do ano 408 a.e.c. até o Ungido ano 27.
"A palavra profética  dita e  escrita"
E   o Mashyah confirmará a brit com muitos por uma semana  de       anos (7 anos); e no meio da semana (3/5-anos)ele fará que os sacrifício e a oblação cessem -Danyahu(Daniel) 9;27.

"A profecia cumprida"
 E Ele tomou o cálice, e deu hodu(agradecu), e o entregou a eles, dizendo, Bebei dele todos;
Porquanto isto é o Meu sangue da Brit Chadasha, que é derramado por muitos para a remissão de pecados. Mattityahu(mt) 26;27;28.

 "Porque  a Katuv (Escritura)  não pode  falhar  nem ser anulada-Yahanam(joão) 10;35-refs-"


A última semana das
70! Correspondem ao período do ano do Ungido – ano 27 ao ano 34 da nossa era). "Depois das 62 semanas, SERÁ MORTO O UNGIDO-MASHYAH) Dan. 9: 26 TRÊS ANOS E MEIO DEPOIS - NO MEIO DA SEMANA PROFÉTICA, NO ANO 31 - MORRE O MASHYAH CUMPRINDO A PROFECIA. No ano 27 inicia-se a ÚLTIMA SEMANA - da 70 semanas da profecia!    No ano 34 - encerra-se esta "última semana"  da profecia com o apedrejamento de Estevão, encerrando-se o tempo em que Yahshorul (Israel) como nação privilegiada. Esta é a profecia que nos dá a segurança de pontuar os anos da imersão e da morte do Mashyah! MILÊNIO: Os Yovel (jubileus) são períodos de tempos de 50 anos equivalentes a 7 anos sabáticos (shemita) 49 + mais 1 = 50 Cada milênio possui 20 yovel – A morte do Mashyah correspondeu ao final de 80 anos jubileus ou seja 4000 anos. Mil anos como um dia…”Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Yahveh é como mil anos, e mil anos como um dia. 2 Pedro 3:8 Na semana milenar  data da MORTE DO MASHYAH – ocorreu no fim de tempos determinados. Não há aqui datas quebradas ou inexatas! Yahshuah morreu dia 14 do mês de  Abibe do ano 31 exatamente na metade da última semana profética determinada ao Seu povo às 3 horas no final do quarto milênio. 


Ivonil ferreira d e Carvalho
Diná  s Correia

PORQUE 70 SEMANAS?

PORQUE 70 SEMANAS?

PORQUE 70 SEMANAS?


Agora surge a pergunta, porque 70 semanas e não 80 e ou 90 semanas?



Vamos começar a entender o porque das 70 semanas.

 O profeta Danyahu (Daniel) havia entendido pelos livros de Yahmiahu - Jeremias, que a tempo do cativeiro em Babilônia seria de 70 anos; Danyah=Daniel; 9,2; Jeremias 25,11. Vemos que a matemática de Yahweh nas Escrituras Sagradas é exata; e o próprio Yahshuah diz que...A Escritura não pode falhar; e nem ser anulada; Yachonam=João 10,36. Vamos então aprender o porquê das 70 semanas de anos dadas aos Yahudim=Judeus, como tempo de arrependimento para o perdão de seus pecados; (que, aliás, não eram poucos). 


Quando Yahweh tirou seu povo do Egito, para os introduzir em Canaã, Ele lhes deu entre outros; o seguinte mandamento.

 "Quando estiverdes entrado na terra que eu vos dou...então a terra guardará um shabbat a Yahweh...seis anos semearás a tua terra...e colherá a sua novidade...porem...ao sétimo ano......haverá shabbat para a terra; um shabbat a Yahweh; não semearás o teu campo nem podarás o teu campo nem podarás a tua vinha...Lev.25: 1 a 7


Se viverem de acordo com meus regulamento, observarem e obedecerem às minhas mitzvot=mandamentos; darei a vocês a chuva necessária na estação, a terra dará seu produto, e as árvores no campo frutificarão. 

Sua debulha se estenderá até a colheita da uva...Comerão quanto quiserem e viverão com segurança em sua terra.
.Lev. 26: 3 e 4


No entanto, se não me ouvirem e não obedecerem a todas as mityzvot - mandamentos...(v.14)



desolarei a vossa terra....Eu os dispersarei entre as nações e trarei a espada para persegui-los; sua terra será uma desolação, e suas cidades, um deserto. Lev. 26: 31 a 33)



Então por fim, a terra terá cumprido seus-70-shabbatot=sabados. 

Enquanto permanecer desolada e vocês estiverem nas terras de seus inimigos, a terra descansará e será restituída de seus Shabattot=sabados sim enquanto permanecer desolada, descansará o descanso que ela não teve durante seus Shabbatot=sabados quando vocês viviam ali...;Vayikra=Levitico 26: 34 e 53 ( versão B. Judaica Completa)


Eu os castigarei 7 vezes Lev: 26: 28



 Aconteceu que, enquanto Yahweh reinou sobre seu povo hebreu por meio de juízes. O povo respeitou e guardou o ano sabático de descanso da terra a cada 7 anos como era o mandamento de Yahweh. Porém, o povo rebelou-se contra Yahweh nos dias de Samuyah=Samuel; E pediram um rei, não querendo mais que Yahweh os governasse;  I Samuel capitulo 8: 18 e 19. 


Então Yahweh lhes deu a Shaul como rei, desde então o povo na sua rebeldia e desobediência aos mandamentos de Yahweh, deixou de guardar o ano sabático a cada 7 anos. Shaul começou a reinar sobre Yashorul (Israel) por volta do ano de 1095-6 antes do mashiach-Dic-bíblico pg 40. 

Contados a partir de 1095-6 até a saída do povo hebreu para o cativeiro na Babilónia em 605-6 dão exatos 490 anos; Ou seja, 1095-6 menos 490 anos cai no ano 605-6 inicio do cativeiro. 


É muito importante entender que, o povo transgrediu o mandamento de Yahweh, deixando de guardar o ano sabático a cada 7 anos; exatamente 490 anos, ou seja, 70 semana de anos

Agora para nosso melhor entendimento, é somente somarmos os 605-6 mais os 490 anos de transgressão, e chega-se em 1095-6 quando Shaul iniciou seu reino sobre israel. Ficando claro que o povo Yahudi (judeu) deixou de observar a mittzvat=mandamento do ano sabático durante 490 anos.

E se a cada 7 anos dentre estes 490 anos era guardado um shabbatot anual. Vemos que a terra ficou sem o seu descanso exatos 70 Shabbatot; Ou seja, 70 anos; Exemplo 7X70=490 anos. E como castigo o povo hebreu foi levado para o cativeiro na Babilônia, ficando fora de sua terra 70 anos; para que a terra descansasse.como mostras as Escrituras.

Pelo profeta Yahmyahu=Jeremias, Yahweh avisou o povo dizendo:   

"... a cidade infalivelmente será entregue na mão do exército do rei de babilônia...o que ficar na cidade morrerá à espada, à fome e de pestilência; mas o que for para os caldeus viverá...assim diz Yahweh Tiz´vaot=Yah dos exércitos, a Zedequias; se voluntariamente saíres aos príncipes do rei de Babilônia; então viverá a tua alma, e esta cidade não se queimará a fogo, e viverá s tu e a tua casa. Mas, se não saíres aos príncipes do rei de Babilónia, então será entregue esta cidade Yahshalaym na mão dos caldeus, e eles a queimarão a fogo, e tu não escaparás da mão deles; Yahmyahu=Jeremias 38,1-18. 

Yahweh lutou com o povo para que eles saíssem da terra e fosse para o cativeiro pacificamente!

 Já que a terra obrigatoriamente teria que repousar vazia durante os 70 shabbatot. E assim eles preservariam suas vidas, mas não aceitaram a proposta do Eterno, e foram destruídos...porque lhes faltou o entendimento.
Judeus levados ao cativeiro em Babilônia

"E os que...escaparam da espada, Nabucodonozor levou para a Babilónia...até ao tempo do reino da Pérsia...para que se cumprisse a palavra de Yahweh pela boca de Yahmyahu=Jeremias...até que a terra se agradasse dos seus 70 shabbatot=Sabados...todos os dias da sua desolação repousou, até que os 70 anos (70 anos sabáticos) se cumprissem" 2 Crônicas 36: 20,21. 

Vemos que a transgressão do povo hebreu foi de 70 semanas de anos=490 anos; deixando de guardar o descanso da terra. 

Assim também Yahweh designou-lhes um mesmo período de tempo para arrependimento; ou seja, 70 semanas de anos =490 anos. 

Referindo-se a este tempo dado aos hebreus Yahshuah disse a Kefah=Pedro, que ele deveria "perdoar seus irmãos hebreus, 70 vezes 7=490. Mattytiahu=mateus 18,21. 

Justamente as 70 semanas de tempo concedidas aos hebreus; interessante não? Como saber o ponto de partida das 70 semanas? 


Ivonil Ferreira de Carvalho

A Verdade Incontestável das 70 semanas de Danyahu - Daniel 9

A Verdade Incontestável das 70 semanas de Danyahu - Daniel 9

A Verdade Incontestável das 70 semanas de Danyahu - Daniel 9


O  período  das  70  semanas = 490  anos;  é  dividida   em  3   partes;  7 semanas/49  anos;   62  semanas/434 anos;  e  1  semana/7anos.

A Primeira parte:

  • Sete (7) semanas ou 49 anos começa com o edito do Rei Artaxexes em 457 , antes   do  Mashyah;  ( Dic-Bíblico pg 47;e refs)  Este permitiu  que  os  yahudim (judeus)  se  reedificassem  Yahshalaym.  Esta   data  457  marca  o  inicio  da  tempo  do  Mashyah.  

 Contadas   as  7  semanas=49  anos,  a    partir  de  457 chega-se  no  ano  de 408  antes   do Mashyah,  este   foi   o tempo  gasto  na  restauração  da  cidade  de  Yahshalaym e  seus  muros...em  tempos trabalhosos...com  uma mão  fazia  obra  e  a  outra    tinha  as   armas; Danyah=Daniel 9,25;  e  Neemias 4,1-17.


  A  Segunda parte:
  • AS 62  semanas=434  anos;  vai   desde   o  término  da  restauração   de  Yahshalaym  no ano 408 até  a  imersão=batismo  de  Yahshuah, por  Yahanam hamat-bil   (João o imersor)  quando   ele se tornou  no  Mashyah; no  ano  27 (15  anos  de  Tibério  Cezar) era  do  Mashyah.   Lemos na  pequena Enciclopédia   Bíblica   por  O, S, Boyer  pg  608;  que Tibério  Cezar  começou  a reinar  em Roma  no ano  12  da  era  do  Mashyah.
Somados  estes   12   anos mais   15  do  reinado  de  Tibério,  chegam  no   ano  27   era   do  Mashyah .
Num  exato  cumprimento da   profecia,  basta  contarmos as  62  semanas=434 anos  a partir   de 408  antes   do   Mashyah;  quando   do  término da  restauração  de  Yahshalaym;  que  sobram  na  era  do Mashyah 27  anos,  data  da imersão=batismo  de  Yahshuah.

A  Terceira parte:

  • E  ultima  parte, compreende    a  semana   do concerto   do Mashyah  com muitos;  envolvendo a  vida   pública  de   Yahshuah;  sua  pregação,  morte  e  repúdio    por   parte   do  povo  Yahudim; que    vai  desde   o  ano  27 quando   Yahshuah   Foi  imergido e  ungido pelo  Rukha   Hakodesh;  passando  por  sua  morte  e  ressurreição   no  ano  31; até   ao   término das  70 semanas,  e  fim do  tempo  dos  Yahudim,  e inicio   do  tempo  dos goym (gentios)  no   ano 34  era  do  Mashyah.   
  • O  Malak=Anjo  encarregado  disse  ao  profeta Danyah=Daniel que  da  saída  da  ordem  até  a  Tevilah=batismo de  Yahshuah  quando  Ele  se  tornaria  no  Mashyah = Messias;  haveria  uma contagem  de  69  semanas  de  anos  ou  483  anos.  
  • E  Josefo  afirma  que a promulgação da saída/ ordem  aconteceu  no  dia   14  de Tysri o  7º  mês; véspera  da  Festa  dos  Tabernáculos; contados  desde  o  dia  14  de  Tysri  do  ano  457  antes  do  Mashyah,  vamos  chegar  em 14  de  Tysri  do  ano  27  quando  Yahshuah  foi  emergido  tornando-se no Mashyah = ungido  de  Yahweh. 

Datas importantes e Cumprimentos das Festas

Todas as datas baseadas no Calendário lune solar do Criador:

DATA
ERA
ACONTECIMENTO



14 /Tyrsi/457
Antes do Mashyah
A promulgação da ordem.
14/Tyrsi/408
Antes do Mashyah
O término da restauração de Yahshalaym e  do estado judaico.
14/Tyrsi/03
Antes do Mashyah
Nascimento de Yahshuah.
01/Tyrsi/27
Depois do Mashyah
Início do ano Jubileu – Lukas – 4 18  / Lev. 25:10
14/Tyrsi/27
Depois do Mashyah
A Tevilah  de Yahshuah(com 30 anos  Lukas 3,21-22  quando ele  se  tornou o mashiach=ungido.
14/Abibe/31
Depois do Mashyah
Cumprimento da Festa da Páscoa = Morte de Yahshuah  na metade da semana
16 /Abibe/31
Depois do Mashyah
Cumprimento da Festa Primícias – Ressureição do Mashyah
15 21/Abibe/31
Depois do Mashyah
Cumprimento da Festa Pães Ázimos – Yahshuah morto sem nunca ter pecado.
09/Sivã/ 31
Depois do Mashyah
Cumprimento da Festa Sukot / Pentecostes – Atos 2
14/Tyrsi/34
Depois do Mashyah
Fim  das  70 semanas, Fim da era dos judeus e início  do tempo  dos gentios.
10/Tyrsi/1844
Depois do Mashyah
Cumprimento do Yom Kipput – Dia da Expiação - Fim  das  2300  tardes  e manhãs, inicio do Juízo Investigativo nos shamaym-ceus... a kaparah  do hamikdash=  purificação do santuário.



























Lembrando  que durante seu ministério terreno o Mashyah, Ele celebrou a Pêssah / Páscoa 4 vezes.
  1. 14-1-27 era  do Mashyah.
  2. 14-1-28..........................
  3. 14-1-29.........................
  4. 14-1-30......................... 

Como vemos a última  parte de  7  anos, refere-se  a semana  da  aliança  renovada...com muitos;Dnayah=Daniel 9,27.
Desta  aliança  renovada  com  muitos.  Yahweh  falou   por  meio  dos  seus  profetas...Eis   aqui meu  servo  a  quem  sustenho,  o   meu  eleito;  pus  o  meu  espírito  sobre  ele...Eu  Yahweh...ti...darei  por   concerto   do   povo  e  para  luz   dos  goym=gentios...assim diz  Yahweh...te  guardarei  e  te  darei  por  aliança   do  povo,  para  restaurares  a terra  e  lhes  dares em herança as  herdades   assoladas...dias  vêem  diz  Yahweh, em  que  farei  uma  renovada  aliança  com a  casa  de  Yashorul=Israel Yashayahu=Isaias  42,1-6.  e  49,8.  Yahmyahu=Jeremias  31,31,32.

Já  que   o  concerto  antigo  feito com  Dam=sangue  de  animais...era  transitório; II  Corintios  3,13.   A  aliança  renovada  com  o  Dam-sangue    do  Mashyah  seria  eterna;  Yahmyahu=Jeremias 32, 40.  e 50,5. Hebreus  8,6.  e 13,20.Durante  a  semana   dos  Yahudim=Judeus  Yahshuah  dizia  aos  seus  talmidim=dicipulos...não ireis  pelo caminho  dos  goym=gentios...mas,  ide ante  as    ovelhas  perdidas  da  casa  de  Yashorul=Israel...dizendo;  é  chegado  o  reino dos  céus;  Mattytiahu=Mateus  10,5-7. 

Antes   de   completar  a  metade  da semana,    a   Escritura  relata  que...Os  Yahudim=Judeus  procuravam  prender  Yahshuah mas,  ninguém  lançou   mão  dele,  porque  ainda  não  era  chegada  a  sua  hora...que  seria  na metade  da  semanas de  7 anos.  Yachonam=joão  7,30.  e  8,20.  No  entanto,  ao  terminar  os  3/5  anos=metade  da  semana de  nº  70.   O  
Mashyah  disse...eis que  é chegada   a hora  e  o  filho    do  homem  será  entregue    nas  mãos  dos  pecadores.  Mattytiahu=Mateus 26,45.  e Yachonam=João 16,32..  

Ao  tomar   o  cálice  da  última  Pessah - Páscoa o  Mashyah  afirmou....isto   é   meu   dam=sangue; derramado  por muitos; Mattytiahu=mateus 26,27,28.      Recordemos   que  Gabryah  relatou  que...na  metade da  semana  de   7 anos;  o  Mashyah faria    cessar   os sacrifícios...e   as   ofertas   de  manjares  que  eram  exercidos no  santuário  terreno.  Danyah=Daniel  9,27.  Em  fiel  cumprimento  da profecia,  o Mashyah   após  3/5   anos  de ministério terrestre, ofereceu  a   si   mesmo   para   morrer   na  estaca  de  tortura;  como  eterna  kaparah=expiação  pelos   pecados  da  humanidade. 
E  fazendo  cessar  todo   o  serviço  típico  de  ofertas  que  era  efetuado  no  santuário  terreno  por   meio  de  animais.
A  outra metade  da  última semana   3/5  anos, dedicada  aos   Yahudim=Judeus   foi  completada   pelos  Talmidim=Discípulos  de  Yahshuah.  Terminado com a  morte   de Êstevam  e  conversão  de Shaul=Saulo  e  a  Diaspóra=dispersão  dos  Yahudim=judeus  no   ano 34  era   do  Mashyah

Fim  do  tempo  exclusivo  dado  aos  hebreus,  e  inicio  do  tempo  dos Goyim=Gentios...

Era   necessário   que  a vós=judeus=se  vos   anunciasse  primeiro  a boa  nova  do  reino  dos  céus.  Mas,  visto  que  a rejeitais  e  vos não julgais dignos  da  Chaim ´olam=vida  eterna; Eis   que  nos   voltamos para   os goiym=gentios;Atos,  13,46,47.e   refs.


Ivonil  ferreira  de carvalho