domingo, 19 de outubro de 2014

O NOME DO PAI YAH...NO NOME DO FILHO YAHSHUAH

O NOME DO PAI YAH...NO NOME DO FILHO YAHSHUAH

O NOME  DO PAI  YAH...NO NOME  DO FILHO  YAHSHUAH...

Realidade  dura!!!
 

A relação do Messias com Seu Pai, e como tentaram destruí-la.

 

Analisando os versos que falam sobre o propósito do Messias, vemos que há entre Ele e o Seu Pai um VÍNCULO FILIATIVO, e que o propósito do Messias nessa terra, encontra-se descrito no Nome Dele mesmo.

Lembremos que todo filho sempre HERDA o nome de seu Pai, por que com o Messias isso seria diferente?

Nitidamente NÃO foi!

Vejam...

══════

█►O Filho veio em Nome de Seu Pai, para que o Pai (=יהוה) fosse glorificado no Filho (=יהושע).

Vejam:

Yâhuchanan (vulgo "João") 14:13
"E tudo quanto pedirdes em Meu Nome (=יהושע) Eu o farei, para que ▬►o Pai (=יהוה)◄▬ seja glorificado no Filho (=יהושע)."

Yâhuchanan (vulgo "João") 16:23
"E naquele dia nada me perguntareis. Na verdade, na verdade vos digo que ▬►tudo quanto pedirdes a Meu Pai (=יהוה), em Meu Nome (=יהושע), Ele vo-lo há de dar◄▬."

Yâhuchanan (vulgo "João") 10:25
"Respondeu-lhes YAHSHUAH: Já vo-lo tenho dito, e não o credes. As obras que Eu faço, ▬►em Nome de Meu Pai (=יהוה), essas testificam de Mim (=יהושע)◄▬."

Yâhuchanan (vulgo "João") 5:43
"Eu (=יהושע) vim ▬►em Nome de Meu Pai (=יהוה)◄▬, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis."

══════

█►O Nome do Pai (YAHVEH=יהוה) está no Nome do Filho (YAHSHUAH=יהושע), pois o Filho veio para fazer a OBRA que → o Pai ← lhe deu.

Vejam:

Yâhuchanan (vulgo "João") 10:25
"Respondeu-lhes YAHSHUAH: Já vo-lo tenho dito, e não o credes. ▬►As obras que Eu faço, em Nome de Meu Pai (=יהוה), essas testificam de Mim (=יהושע)◄▬."

Yâhuchanan (vulgo "João") 10:38
"Mas, se as faço, e não credes em Mim, crede nas obras; para que conheçais e acrediteis que ▬►o Pai (=יהוה) está em Mim, e Eu (=יהושע) Nele◄▬."

Yâhuchanan (vulgo "João") 5:36
"Mas Eu tenho maior testemunho do que o de יהוחנן (Yâhuchanan); porque ▬►as obras que o Pai (=יהוה) me deu para realizar, as mesmas obras que Eu faço, testificam de Mim (=יהושע), que o Pai (=יהוה) me enviou◄▬."

══════

█►O Nome do Filho contém o Nome do Pai, como um sinal de FILIAÇÃO entre Pai e Filho:

Vejam:

Hebreus 1:4
"Feito tanto mais excelente do que os anjos, quanto ▬►HERDOU mais excelente Nome (=יהושע)◄▬ do que eles."

══════

█►O Nome do Filho mostra o PROPÓSITO Dele ao vir a este mundo.

Matityâhu (vulgo "Mateus") 1:21
"E dará à luz um filho ▬►e chamarás o Seu Nome יהושע (YAHSHUAH); porque Ele SALVARÁ o Seu povo dos pecados deles◄▬."

→ YAHSHUAH = YAHVEH + Salvação
→ ישע + יהוה = יהושע

══════

Foi justamente por causa disso tudo, que o Criador NÃO permitiu que alguém ousasse por o Nome no Messias, pois o Nome que foi trazido pelo anjo enviado pelo Criador, possui um significado espiritual que indica o real PROPÓSITO espiritual do Messias na terra.

Vejam o que o Messias disse sobre o PROPÓSITO Dele:
-------
Yâhuchanan (vulgo "João") 12:47
"E se alguém ouvir as minhas palavras, e não crer, Eu não o julgo; ▬►porque Eu vim, NÃO para julgar o mundo, mas para SALVAR o mundo◄▬."
-------

Portanto, não se trata de um "nome mágico", mas de um nome que indica o OBJETIVO do Messias, e que também glorifica Aquele que o enviou.

O sistema religioso ao longo dos anos tentou logo EXCLUIR o prefixo הו (YAH) do Nome do Messias יהושע (YAHSHUAH), para que NÃO HOUVESSE mais o VÍNCULO FILIATIVO entre Pai (=יהוה) e Filho (=יהושע).

Tudo indica que os copistas que atribuiram o nome Ἰησοῦς (Iesús) para o Messias nos textos gregos, estavam tentando transliterá-lo inicialmente do nome יֵשׁוַּע (Yeshúa), só que estranhamente os gregos NÃO puseram a vocalização final de "A", que está presente no nome "Yeshú-A".

Isso mostra que os copistas gregos TAMBÉM consideraram a letra FINAL do nome do ídolo Ζεύς (Zeús), que contém a letra ς (=sigma final), na suposta transliteração Ἰησοῦς (Iesús).

Sabemos que no grego não há o som de "SH", característico da letra שׁ (shim = ponto superior à direita), mas apenas o som de "S", que é característico da letra שׂ (sin = ponto superior à esquerda), por isso era natural que os gregos transliterassem a letra שׁ (shim) através da letra grega σ (sigma = som de "S").

Todavia, não há motivos etimológicos e fonéticos para existir a letra ς (sigma final) no TÉRMINO no nome Ἰησοῦς (Iesú-S), já que no final do nome יֵשׁוַּע (Yeshúa) NÃO há a letra שׁ (shim), e nem também a letra שׂ (sin).

Isso demostra que houve realmente SINCRETISMO entre os nomes Ἰησοῦς (Iesú-S) e Ζεύς (Zeú-S).

Considerando o fato de que até a imagem idolátrica que foi atribuída pelo sistema religioso ao Messias, veio justamente da estátua do ídolo Ζεύς (Zeus), deixando ainda mais evidente a relação entre o ídolo Ζεύς (Zeú-S) e o nome Ἰησοῦς (Iesú-S).



Um detalhe a ser também notado, é que as bíblias em português usam o nome "Jesu-S" para o Messias, mas usam o nome "Jesu-A" para os que tinham o nome "Yeshu-A" no Tanakh, demonstrando assim mais uma CONTRADIÇÃO.

Outra coisa, é que a liderança religiosa judaica do primeiro século REJEITOU ao Messias, e os escribas puseram no Talmud (o comentário rabínico) que Ele era um suposto "falsário", "blasfemador" e que praticava "feitiçaria", e por isso usaram o acrônimo de MALDIÇÃO ישו (Yeshu), para se referir ao Messias:

▬► ישו (Yeshu) = ימח שמו וזכרו (Yemach Shemô Vezikhrô = Seja apagado seu nome e sua memória).

Alguns tentam justificar dizendo que tal acrônimo seria uma "contração" do nome יֵשׁוַּע (Yeshua), mas isso NÃO é verdade, pois se acaso fosse, haveria no mínimo uma ocorrência de tal forma no Tanakh se referindo a alguém, mas isso NÃO acontece.

Portanto, o sistema religioso tratou mesmo de EXCLUIR 0 nome composto  יהו (YÂHU) do Nome do Messias YÂHUSHUA, para que NÃO HOUVESSE mais o VÍNCULO entre Pai (=יהוה) e Filho (=יהושע).


Já os gregos pegaram o bonde andando, e puseram logo uma referência a Ζεύς (Zeus), através da mesma letra ς (sigma) que encontra-se no FINAL dos nomes Ζεύς (Zeú-S) e Ἰησοῦς (Iesú-S).

Enquanto que os romanos copiaram tanto o exemplo dos judeus, como também dos gregos.


O outro nome que puseram no latim para o Messias era "Iesus", copiando o exemplo dos gregos, fazendo agora uma referência à letra grega ς (sigma), que está presente no FINAL dos nomes Ἰησοῦς (Iesú-S) e Ζεύς (Zeú-S).
https://public.sn2.livefilestore.com/y1p0yYLZGDIt_4czV1OJ2wIi9Yx5Q_3n4L0P5SzGg9KcuVxt_mo-NFW0t3JJrne9Dl7m_rVAhmoHjDfYYRQn9XqtQ/Nome%20Iesus%20Christ.jpg
https://public.sn2.livefilestore.com/y1pkQvpm0_UUwMywccCl6j9wLa8yAj2nPdnUp7qFUQkkaGABvraquSOhFmuRxWPqoNIJDZKGO3WR9o4jhAF1rd0VQ/Biblia%20Douay-Rheims%20de%201582.jpg


Enquanto que o nome latino "Iesus", que tinha uma letra "S" no FINAL fazendo referência ao ς (sigma final) que estava no TÉRMINO dos nomes Ἰησοῦς (Iesú-S) e Ζεύς (Zeú-S), passou a ser o atual "Jesus":
http://2.bp.blogspot.com/-ofQDOqdLfYE/T9a4JapFeJI/AAAAAAAAAPc/8xDYtKWrpaM/s1600/jess.jpg


O pior, é que as sociedades bíblicas sabem disso, mas estão mais preocupadas com o lucro, do que com a verdade:
https://public.sn2.livefilestore.com/y1pA-AlAxhmVUVVRZkoSkzkdo5X2qtVhpn1ZGpeu7EKJbQdtHqQdxS-ZhhNoCBZ7014KQNoxAPzdxUknlApHkNrAQ/B%C3%ADblia%20Teb%20_%20Nomes%20Pr%C3%B3prios%201.jpg...

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

CALENDARIO LUNAR DE HANOC...

Sefer Chanoch (livro de Enoque) A lua oculta é que se inicia-se o mês!
Capítulo 75
1 "Então eu vi outro progresso e regulações que Ele efetuou na lei da lua. O... progresso das luas, e tudo o que se relaciona com ela, Uriel
mostrou-me, o separado mensageiro (anjo) que administra a todos.
2 Suas estações eu escrevi enquanto ele mostrava-os a mim.
3 Eu escrevi teus meses, como eles ocorrem, e a aparência de sua luz, até que ela é completada em quinze dias. (lua cheia em quinze dias)".

Pra quem segue o calendário de Enoque e diz que os meses eram de 30 dias FIXOS!
Capítulo 79
15 "E em três meses ela completa trinta dias em seu tempo, e três meses ela faz cada tempo em vinte e nove dias, nos quais conclui seu minguar no primeiro período de tempo, e no primeiro portal, por cento e setenta e sete
dias.
16 E no tempo de sua saída é vista a cada tempo por trinta dias, durante três meses, e cada a tempo por vinte e nove dias, durante três meses".
AS 4 FAZES SEGUNDO CHANOCH!
2 "E a lua tem quatro nomes: o primeiro é Ishon, (Asonya) o segundo Levaná, (Ebla) o terceiro é Levaná- Kassá, (Benase); e o quarto Yareach. (Erae)"
O 1º NOME OU FAZE É ISHON - Literalmente “escura”, como em
Mishlei/Provérbios 7:9 e 20:20. Também é o termo usado para a menina dos olhos. Aqui, refere-se à fase da lua em que ela se oculta.
O 2º NOME OU FAZE É LEVANÁ – Literalmente “branca”, termo mais
poético utilizado para a lua, como em Shir haShirim (Cantares) 6:10 e Yeshayahu/Isaías 24:23 e 30:26.
O 3º NOME OU FAZE É - “KASSÁ” significa “gorda”, e o termo refere-se literalmente à lua cheia.
O 4º NOME OU FAZE É – YAREACH - Este é o termo mais comumente usado para a lua nas Escrituras.
ESTES CAPÍTULO E VERSÍCULOS ESTÃO EM DESACORDO COM OS POSTERIORES QUE SÃO MAIS UTILIZADOS ATUALMENTE DEIXO AQUI O LINK http://teshuvahatorah.xpg.uol.com.br/estudo/mosheh/Sefer%20Chanoch%20mosher.pdf

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

QUANDO SERÁ O FIM?

                                 QUANDO  SERÁ  O FIM?

Existe  uma  certa   preocupação   da  humanidade    atual,   acerca   da  terceira   guerra   mundial,  e sobretudo  a respeito  do  fim  do mundo. Há   uma teoria   que  diz...de  dois mil anos não passará.  Terá  ela  alguma afirmativa  biblica?   Bem,   esta  idéia  de   que  o fim   do  atual sistema  tem  o  seu  término no  ano  2000.

Gênesis 6:14 Faze uma arca de tábuas de cipreste; nela farás compartimentos
 e a calafetarás com betume por dentro e por fora.
Não   é  de  toda  anti-biblica, ela  tem  o seu  pano  de   fundo nas Escrituras. E  se,  de  fato  fim é  mesmo  no   final do século  20. Estamos mais  perto  dele do  que  imaginamos.
Vejamos,  estamos   no  ano de 1989  da  era  atual;  somados  a estes mais  os  4 anos  que  não  aparecem  no  nosso  calendário, chegam-se, em 1993.  Entretanto,  levando  em  conta  que  o  ano biblico  é  composto de  360,   e  não  de  365  dias; Conforme...Danyah  (Daniel)  7,25, e 12,7;  e  Hyzayon=Revelação 11,2,3; e  12,6,14.e 13,5. (ao  todo  são  7  passagens  referentes  à  este   tempo).  Temos assim,  desde   quando  foi  estabelecido  o  calendário  vigente em 1582 era   atual;  (pelo  papa Gregório  13) .  407 anos   que constam  em  cada  um  deles,  os 5  dias  a mais que  foram  acrescidos  ao ano  biblico   de 360  para  365 dias.   407X5=2035  dias, e  considerando ainda  que,  nestes  407 anos houve  a cada  4  anos 1  ano bixesto.(29  Fevereiro).

"A    Arca  quase  concluida"
Um dia  a   mais   a  cada  4  anos  sobram=102  dias, que somados  aos  2035=2137   dias.  Que  divididos  em  anos   biblicos  de  360 dias  dão  cerca  de  6  anos.  Somando  6 anos mais  1993=1999.    Este  estudo é fundamentado  em  dados proféticos  e históricos,  já que...Sem  a   visão   profética,  o povo  fica  sem controle...e  a  palavra  profética...é...lampada para meus  pés  e uma  luz  para  o  meu  caminho...e...uma  luz  que  brilha   em lugar  escuro... Mishlei  (Proverbios)  29,18; Tehillim  (Salmos)  119, 105. e 2ª  kefah  (Pedro)1,19.

"Noach=Noé alertando  o povo sobre o Diluvio"

Os  animais  entrando  na  "Arca de Noé "

E  é nos fatos históricos que se vê o  cumprimento   das  profecias  biblicas.    Vamos  buscar na cronologia histórica  da  Biblia,  dados  que  possam  conferir  e confirmar  nosso comentário.  Vamos  dividir   o  tempo   desde  a  criação  de Adamak  (Adão)   até  nossos  dias,  em  7  períodos.

Gênesis 7:10 E aconteceu que, depois de sete dias, vieram sobre a
terra as águas do dilúvio"

1º-Período;  da  criação  de Adamak (Adão)  ao  Dilúvio somam-se, as  idades  dos  patriarcas   da  seguinte   forma.
Adamak  criado no  ano  zero, gerou  Shet  (Sete)  depois  de  viver  130  anos;  Bereshit (Genesis) 5, 3.  Shet viveu 105  anos  e gerou   Enosh,  e Enosh   gerou  Kenam  aos  90 anos, etc,etc,etc.
Assim  temos uma  cadeia  ininterrupta  até   Noach, Bereshit capitulo  5.
Tendo  Noach  600  anos  veio  o  Dilúvio  sobre a  Eretz   (terra)  habitada  daqueles   dias, conforme  Bereshit (Genesis) capitulo  7.

Gênesis 8:8 Depois, soltou uma pomba para ver se as águas teriam já
minguado da superfície da terra;

Somam-se  portanto  130  anos, mais  105, mais   90  e mais  etc,  etc, etc, mais 600  anos de Noach  (Noé),  o  que   dá   um  total   de  Adamak  até   ao  Dilúvio de.........................................................................................1656  anos.
2º  Período;  do Dilúvio  ao  concerto   que  Yahweh  fez   com Avraham (Abraão).  Segundo  o  relato de  Bereshit (Genesis)11,10.  Shem  gerou  Arpakhshad  2  anos depois    do Dilúvio.  Aos  35   anos  Arpakhshad  gerou  a Shelac,  e  Shelac  aos   30 anos gerou a  Ever,  etc, etc,  etc. 
A  exemplo  do que  foi  fizemos   no período  anti-diluviano.  Vamos  também  somar   aqui  as   idades  como  se   segue,  2  anos,  mais  35 anos, mais  etc,  etc,  etc,  Bereshit,  (Genesis)  11,10-32.  Temos então  desde   o Dilúvio  até  a  morte  de  Terach  pai  de  Avraham   quando  Yahweh  fez  o  concerto  com  Avraham;  Bereshit (Genesis) 12,1-3..............................................................................................427 anos.
3º Período;  do  concerto  com  Avraham  até a  saída    dos hebreus  do  Mytzary=Egito;  Shemot=Êxodo,  12,40.e Galatas  3,17.....................................430  anos.
4º  período;   desde   o  Êxodo  até  a construção  do  Templo  de  Shlomoh  (Salomão)   M´lakhim Alef=1ª  reis,  capitulo  6,e 7 e refs.
Temos então.............................................................................480  anos.
5º  Período;   da   edificação   do  templo  até   ao  cativeiro  na  Babilonia   "M´lakhim  alef=1ª reis,  6,17-37.  e  11, 42.  e 12,22.  e 22 ,1.    M´lakhim  alef=2ª  reis   cap-1  a o  24.    Divrei-HaYamim  alef  (2ª  Cronicas)  9,30.  e  capitulo   20.   Somam-se,  os  períodos  de  reinados  dos  M´lakhim  (reis)  desde  Shlomoh   até  Y´hoyakhim  (Joaquim), dão.................................406 anos.
6º  Periíodo;    do  cativeiro  babilonico  ao inicio  da  era  do  mashiach. Segundo  Y,ssefus  (Josefo)  historiador  hebreu, o  rei  Y´hoyakhim  de  Y´ahudah  foi  levado  cativo para Babilonia  em  605  antes  do mashiach.  Aliás as  biblias  datadas  também dão este   ano. Começou  o   cativeiro  e  daí  ao ano  1  de   nossa era  temos..........................................................................605   anos.
7º  Período;  do ano 1  até nossos  dias.......................................1989  anos.
Desde  a  criação  de adamak  no ano  zero  até  agora.............................................................................................5993  anos.
Somados  a  estes, mais   os  6  anos  que  ficaram  perdidos  e excuidos do  calendário   atual, quando  este   foi  reformulado  em 1582.
Se  chega numa conclusão  de  que  já  estamos  vivendo  desde  Adamak (Adão)  até hoje.........................................................5999   anos.
Agora  voltando  a lembrar que  estamos  no   ano de ......................................................................................................1999 da  era  atual. 
Basta  somarmos  os 1999  mais os  4000 anos antes  do  Mashiach;  e  chegamos   também  ao  mesmo  total  de  anos  de Adamak até  hoje....................................................5999  anos.
Porquanto, se  é certo  que  o  ciclo  atual  da  Eretz=Terra  chega  ao fim  no   ano 2000.  Faltaria apenas  1  ano  para   o  referido   fim; 5999+1=6000 anos.    Segundo um  estudo  do  achi=irmão D. Mathyah,  o  calendário  judaico tem  uma  defasagem  de  228  anos,  devido à  diferença  na mudança do  calendário  solar para  o calendário  agricola,  após o  exilio  em  Babilonia, e em 2012 completa 6000  anos."  
Havendo uma  diferênça  de  apenas 13  anos  entre as  duas  pesquisas  cronológicas,  o que  é razoável, já que na nossa pesquisa  não  contamos as frações  de  anos; Exemplo...Adão  tinha  130 anos,   e mais quantos meses ou  dias?  etc,etc,etc. 
 No  entanto,  o   leitor   pode  ficar  tranquilo;  O  fim do atual  sistema não  será no ano 2000,  e    sim,  nos  meados do sseculo  21, conforme  as   profecias  biblicas.  Sabemos  pela  história  biblica  que o  7º milenio  será o  descanço  da  Eretz=Terra;    Pois  assim  como  Yahweh  ordenou  a  Moshec=Moisés, e  ao povo  hebreu  no Tanah=V, Testamento.  Dizendo...que,  eles  trabalhassem na  eretz  terra  e plantasse  nela  6   anos; porem, o  7º  ano  era o  descanso  dela;  Vayikra=Levitico  25,1-6; e refs.  Também Yahweh  deu   ao  homem  o  direito  de  trabalhar  na  Eretz=Terra  durante  6 mil anos;  no entanto, o  7° milenio   será o  Shabbat=descanso dela.
prestar-Lhe continuamente as honras que Lhe são devidas. Desse povo deveriam nascer, muitos séculos depois, Nossa Senhora e o Messias prometido, Nosso Senhor Jesus Cristo. O Patriarca Abraão foi eleito pelo Criador para ser o chefe desse povo, devendo sua admirável fé ser levada até as últimas conseqüências e sua descendência numerosa “como as estrelas do Céu”.

"Os Malahim=anjos  de Yahweh com Avraham"
Não longe de Babel, na Caldéia, onde foi edificada a famosa torre, situava-se a cidade de Ur. Nela vivia Taré, homem temente a Deus e que observava suas leis, com seus filhos Abrão, Nacor e Arão. Este último, que teve por filho Lot, faleceu antes da morte de seu pai e
A  grande  massa  religiosa  dos nossos dias,  não admite   que façamos  um  prognóstico  sobre  a  Parusiah   do Mashiach,  e  o final  do  ´olam  hazeh=era  atual,  e  inicio  do ´olam haba=era vindoura.
 Baseados no  relato  de Matttiahu  24,36;  quando  Yahshuah  Hamashiach  disse  que...daquele dia  somente   o  Pai  sabia quando  seria.    Nâo  busca nas  Escrituras  Sagradas  e  na  história biblica,  o esclarecimento do  Ruach    Hakodesc=espirito  santo, entender  o plano  de  Yahweh=Eterno  criador;  com  os homens  por meio   de  Yahshuah.
E  assim multidões  se perdem nas densas  trevas  da "ignorancia  e superstição" no meio das   grandes  religiões  da  Eretz=Terra.  É  certo  que   Yahshuah   disse que  o fim  do  atual  sistema,  únicamente   o  Avinu=Pai sabia  quando  seria. O Mashiach  disse isto  cerca  do ano 30 da era  atual, quando pregava  as  "boas   novas  do  reino"  durante  3,5 anos=metade  da  70ª  semana  de  Danyahu=Daniel, 9.
Depois   de    outros  30 e poucos  anos,  por   volta  do  ano 65 é  que   foi  escrito este  fato no  livro  de Mattytiahu=Mateus. Passados outros  30 anos=ano  95-100  da  era  atual.   Após  o Mashiach ser  ressuscitado  dentre   os  mortos, e subido  aos  céus,  e recebido do  Avinu=Abba=Pai...toda a  autoridade   nos Shamayim=céus,  e  na Eretz=Terra;  mattytiahu28,18.
O Mashiach envia seu anjo  e  mostra  a Yachonam  (João) na  Ilha  de  Pátimos...A  Revelação  que  Helohim deu a  Yahshuah  Hamashiach, para...mostrar a   seus  servos  o que   deve  acontecer   em  breve;  Hyzayon-Revelação1,1.
Ficheiro:Moses041.jpg
"As duas Tabuas  da  Aliança  dadas  a Mosch=Moisés"
Como  se  vê  aquí,   Yahshuah  Hamashiach  recebeu  do  Pai  uma  Revelaçâo.  Isto   significa  que  Ele não  à  possuía  antes, dando a entender  o "Ruach Hakodesch" que, quando  o  Mashiach  estava  na  Terra como...homem  de  dores...humano;  Ele não tinha esta  revelação, só a recebeu  depois  de  glorificado.
O final  do  ´olam  hazeh=era   atual;  e  o estabelecimento do  "Atid  Lavoh=milênio  do Mashiach" no    inicio  do   ´olam  haba=era  vindoura .
 É  um  dos acontecimentos  importantes  que  esta  revelação  mostra  que  deve  acontecer.  Mas,  quando  será?  dá-nos, as  Escrituras proféticas  e históricas,  o  direito  de saber qual  é  a  data  para  este tão  grandioso  advento?    Não  é  este um mistério oculto como as  religiões  ensinam, e  que  nimguém  pode  saber?
Ora, a   Escritura  inspirada  claramente  afirma que,"Yahweh  helohim,  não  faz  nada  sem  revelar  seu  plano  a  seus  servos,  os  profetas; Amós  3,7".  Sendo  verdade  que  Yahweh  não  faz coisa  alguma   na  terra, sem  revelar  seu plano aos  seus  servos=profetas; Fica  evidente   que,  a Parusiah  do  Mashiach e  o  estabelecimento   de  seu   reino  de  mil  anos.   Seriam  mostrados  aos   seus  servos=profetas,   com antecedência  pelo   o  Eterno  Yahweh;
Pois, aos  tais  Yahshuah   disse...a  vós  vos  é   dado  conhecer  os mistérios  do  reino  de  Helohim...porque  tudo  quanto  ouví  de  meu  Pai  vos  tenho   feito  conhecer;  Lukas, 8,10;  Yachonam  15,15; Como  o anjo  Gabryahu   havia  dito  a Danyah...nenhum   dos ímpios entenderá; mas, os sábios entenderão; Danyah (Daniel)12,10.
No  livro  de  Hyzayon=Revelação  temos outra  dica  sobre  o   projeto  de  Yahweh  Helohim  para  seu  povo  na  Eretz=Terra...nos dias da  voz  do  7º  anjo quando tocar  o  seu  shofar=trombeta;  se  cumprirá o mistério de  Helohim,  como anunciou  aos  seus  profetas;  Hyzayon=Revelação10,7. 
O  7º  anjo  começou  a  tocar  seu Shofar=Trombeta  no ano  de  1843 da  era  atual,  quando  findou "segundo  Danyah 8,14. A profecia  das  2300   tardes e manhãs. Tendo iniciado  em  1843 conforme  "o   espirito  de  profecia" A  purificação  do Mishcan=tabernáculo (santuário) celeste,  que  é  o juizo  da casa  de  Yahweh Helohim.
Chamado  também  de juizo investigativo...porque   chegou   o tempo  para o inicio do  juizo.  Ele começa pela casa=tabernáculo"de   Helohim;  1ª Kefah  (Pedro)4,17.  Esta  trombeta  anunciando  o  juizo  investigativo, é pré-figurada   no  Tanah  pela  trombeta  que  soava no  dia   de  Yom-Kippur=dia da expiação...Então   no  décimo  dia  do  sétimo  més,  no  Yom-Kippur=dia da expiação;  soem  o  toque  do    shofar (trombeta)...em toda   a  terra...anunciando  a  liberdade  por  todo  a  terra  a  todos  os seus  habitantes;  Vyikra (Levitico)  25,8-13.
O  soar  da  7ª  shofar=trombeta,  cobre  o  périodo  da  era  de Laodiceia desde  seu  inicio  em 1843  era  atual, até  ao   ano  de 2043  na  Parusiah   do  Mashiach;  Laodiceia  significa julgamento  do  povo.  Sendo  justamente   dentro  deste espaço   de  tempo que,  Yahweh Helohim=O  Pai;
Haveria  de  mostrar  aos  seus  profetas  por  meio  de  Yahshuah, quando  será o  fim  do  ´olam  hazeh=era  atual=consumação  dos  séculos;  Mattytiahu (mateus)  24,14;   Porque...quem   guardar  a  mistizvah=mandamento;  não  experimantará  nenhum mal, e  o coração do  sábio  discernirá...o  tempo e o  modo...porque  para  todo  o propósito...de  Helohim...há tempo  e  modo;   Kohelet  (Eclesiastes) 8,5,6.


                                                        "Davi  mata o gigante Golias"
Assim...conferindo  uma  coisa  com a outra  para  achar  a  causa...examinando mandamento  sobre  mandamento...regra  sobre  regra...um pouco  aqui  e  um  pouco  alí; Yahshayahu   (isaias)  28,13.  Kohelet (Eclesiastes) 7,27.  Podemos   entender  perfeitamente  que,  Yahweh helohim  deixou   na  luz de sua  palavra profética...a  luz   que  alumia em lugar escuro;  2ª Kefah (Pedro)1,19,20.  a  data  para  este  advento  glorioso.
Sobre  o  povo  de  Yahweh  ter  de  andar  na luz  profetica   para  saber   o  tempo  da Parusiah  do  Mashiach.   Shaul  hashaliach (Paulo) relatou...voces   não  precisam de  que nada lhes  seja  escrito, irmãos, a respeito  dos tempos  e  das datas  desses  acontecimentos...voces não   estão em  trevas,  para  que  o dia  os   tome  de  surpresa...voces  são  pessoas  que pertencem à luz  e ao  dia.  Não   pertencemos nem a noite  nem ás  trevas...e  pelo fato  de pertencermos  ao  dia,  permaneçamos  sobrios.  1ª Tess,  5,1-8.
Tanto a boa nova  de  Yahshuah  como  os  escritos  de  Shaul  Hashaliach  (paulo) relatam  que, a Parusiah  do  Mashiach  virá  como   um  ladrão  para  os   que  estão em  trevas (fora  da  revelação profética)...Já  que...as   trevas os  surpreenderão, pois  quem   andam  nas   trevas  não  sabem  aonde  vai...porque  virá    como um laço   sobre  os   que  habitam  na  terra...aquele  dia  virá   como  o  ladrão  que   surge  á  noite;  Lukas, 21,35;  Yachonam (joão)  12,35;  1[ Tess,  5,1-3;  e  re
Os  Escritos Sagrados  deixam  bem  claro  que,  a  Parusiah  do  Mashiach  será  uma  incognita  para  os  Laodiceiano=mornos,  que  serão  vomitados   da  boca  de  Yahshuah;  Que estão sem  a  luz  profética, não ligados"À  Lei e  ao  Testemunho...de  Yahshuah  que  é  o espirito  de   profecia...se  eles  não  falarem   segundo  esta  palavra; nunca  verão alva=Mashiach...liga o  Testemunho sela a Lei  e entre  meus  discipulos;  Yahshayahu  (isaias)8,16,20;
E  ao mesmo  tempo  esclarecem que,  para  os  filhos da  luz  profetica.  Este  grandioso  acontecimento  será plenamente  revelado  com  antecedencia;  Pelo  Eterno que  segundo sua  santa  palavra, não  faz   nada  sem  antes  revelar  aos seus escolhidos;
Vamos ver   então  como as  Escrituras  Sagradas nos  esclarecem  quando  será o  final  do ´olam  hazeh=era  atual. Em Mattytiahu  (Mateus)  24,36,  Yahshuah  declarou que, o  fim somente  o Abba=Pai, sabia  quando  seria. Entretanto, no verso  37  do  mesmo capitulo   Yahshuah relata  que...a  Parusiah  do filho  do  homem  será como  ocorreu  nos  dias   de Noach (Noé).  Nos  dias  antes   do  Diluvio,  o   povo  vivia    comendo, bebendo, e casando-se...até   o dia    em que   Noach  entrou   na  arca;  e  eles não   perceberam  nada, até  que  veio    o  Diluvio  e arrastou  a  todos.  Será  exatamente  dessa   forma  quando  o  filho   do  homem  vier.  Ora,  sabe-se, que, no  tempo  de  Noach milhares  de  pessoas  foram  surpreendidas  e destruidas  pelas  águas  do  Diluvio.
No  entanto,  é  notório  a  todos  os  leitores  das   Escrituras  que,  os  servos  do  YHWH  Eterno  não foram pegos  de  surpresa.   Já  que foram  previamente  avidados  pelo  Yahweh Helohim  Hashem, que  não  faz nada  sem  antes  avisar  aos  seus  profetas  como já  foi explicado.
Assim...Noach  divinamente  avisado  das  coisas  que  ainda   não se viam,  temeu, e,  para  a salvação  de  sua familia  preparou  a  arca; Hebreus 11,7 . Quando  o  Eterno  decidiu  dar  cabo  de  todos  os  viventes  que  haviam na  terra  habitada  daqueles  dias.    Por  causa  da  corrupção  geral do  ser  humano;  Yahweh  avisou  ao seu   profeta  Noach  dizendo...o  fim  de todo  ser  humano  é vindo...os  dias  do  ser  humano  na  terra  serão  120 anos; Bereshit  (Genesis)  6,1-22.
O  Eterno não  disse  que  o homem teria dalí  em  diante  a idade  de  120 anos.  E  sim que,  de  seu  aviso ao  profeta  Noach  até    a  destruição   de  todos  os  humanos no  Diluvio,  seriam  120 anos.   O profeta  Noach  estava  nesta  época  em  que  foi  avisado  por  Yahweh,  com  480  anos.  Já  que  quando  veio  o  Diluvio  ele contava...600   anos;  Bereshit  7,6.
Isto  mostra  claro  que, quando  anunciou  a  Noach   que  traria  o  Diluvio e o  fim  sobre  todos  os viventes  alí.  O Eterno  disse-lhe  com muita   clareza que,  dalí  á  exatos  120  anos  viria  o  fim. 
Tão  fiel   foi  o  dado profético  que,  quando   Noach  entrou   na  arca...passados  7  dias  veio  o  Diluvio  sobre  a  terra; Bereshit 7,10.  Fica  a pergunta;    como   Noach   ficou  sabendo  que era  preciso  ele  e  sua  familia, entrar  na  arca,  pois  faltava então  apenas   7  dias para  o  Dilúvio  chegar?  È  possivel  que  alguém  vá  dizer  que,  é  porque  O Eterno  o  avisou,  o  que  é verdade.
Porém  qual  foi  a maneira  usada  por   Yahweh  para  avisar  ao  seu  profeta,  servo  fiel e prudente?     Foi  exatamente  o  tempo  profético de  120 anos. Assim  sendo,  quando passaram  119  anos  11 meses e 23 dias.  Noach  entrou  na  arca  com a  sua  familia,  pois ele sabia  que  dalí  a 7  dias  cairiam  as   águas  do  Diluvio  sobre  a terra.   Já que,  terminava  o  período  profetico  de  120  anos, apontado  por  Yahweh  como o  sinal  do fim.
Foi  por  isto  que,  o  escritor  de  Bereshit tratou  com muita  fidelidade a  respeito  do  ano, mês  e dia  da  vida  de  Noach  quando  caiu  o  Dilúvio.   Como se vê...no ano 600  da  vida   de  Noach, no mês   2,  aos  17 dias  do mês...naquele mesmo  dia (17) se  romperam  todas  as    fontes  do  grande   abismo, e  as  janelas  do céu  se abriram...e  veio  o Diluvio...Bereshit 7,11.  O  livro a  um passo  do Armagedon  pg  325,  de Helen g, White,  traz  o  seguinte  comentário, sobre  os  120 anos que  antecederam  ao  Diluvio...Quando  a iniquidade  dos  antidiluvianos  levou  Deus  a   trazer  o Diluvio  sobre  a terra....Durante 120 anos,  foram  instados ao  arrependimento e a abandonar  seus maus  caminhos.  E  nas  pgs  309  e  356 do mesmo  livro  ela  dá  um alerta, a respeito da  data  da Parusiah  do  Mashiach...Assim  os  que  esquadrinham  a  palavra de  Deus,  pode  confiar  que, encontrarão, indicado  com  clareza  nas Escrituras;  o  acontecimento  mais  estupendo  que  deve  ocorrer  na  história  da humanidade  " a Parusiah"  do   Mashiach. Além  disso é   nos  ensinado  na  Escritura;  que,  desatender  a  advertencia  e recusar  ou  negligenciar  saber...o advento  do  Salvador, ser-nos-á,  tão   fatal  como   o  foi  para  os que  viviam  nos dias   de  Noach  o não   saber  quando viria  o  Dilúvio.
Ficheiro:Bloch-SermonOnTheMount.jpg
"Yahshuah Hamashiach  o marco  da historia"

Creio  que, ficamos  bem esclarecidos  de  que, nos  dias anteriores  ao  Dilúvio.  Noach  sabia...o  tempo  e  o  modo...como tudo iria  acontecer; pois  foi  previamente  avisado  por  Yahweh  que...não  faz  nada  sem  antes  comunicar  aos seus  profetas.   Tambem  agora   a palavra  profética  nos  alerta que,  a Parusiah   do   Mashiach  e o  fim  do `olam-hazeh=era  atual; e  o implante  deu  seu "atid  lavoh=milênio;  no  inicio  do  ´olam  haba=era  vindoura;
Será  como  o  foi  nos dias  de  Noach.  Ou  seja, o  mesmo   Yahweh  que  não  faz  nada  sem  antes comunicar  aos   seus  servos  os  profetas;  haveria  de revelar  aos  seu  profeta  fiel;  o  tempo  e o  modo  da  Parausiah  do  Mashiach;  da mesma maneira   que  o  fez   com  Noach.
No  livro  do  profeta Ezequyahu    (Ezequiel)  39,9;   lemos o  seguinte  relato  sobre  o  tempo  de   Yahshuaha  sua obra  e Parusiah...os  habitantes  das  cidades de  Yashorul  (israel)  sairão  e totalmente   queimarão  as  armas  e os escudos...com  as  flexas...e farão  fogo  com  tudo isto  por  7  anos.
Aqui a  profecia  relata   que, seria  de  7 anos=proféticos;   o  tempo  e  obra  do Mashiach; quando  então  os  israelitas  da   promessa...transformariam suas  armas  de    guerras  em enxadas;  Yashayahu  (Isaias)  2,4.  
7  anos  normais  são  2520  dias;  que  traduzidos  em  tempo  profetico  dão  2520  anos...na  profecia  um  dia  é igual  a  um   ano;  Números, 14,34;  Ezekyahu  (Ezequiel) 4,6; e  refs.  Este   é o maior período profético  da  Bíblia,  vemos  que, desde  o  Edem    Yahweh    começou  a  anunciar  a  vinda  do  Mashiach  redentor, quando  disse   que...da  semente  da mulher  nasceria  um  que  esmagaria a cabeça  da  serpente (Hasatan)  Bereshit 3,15.     Então passando   por  todos  os  seus    Naviym  (profetas)   no  Tanach  (V, Testamento),  o   Yahweh  Tzva´ot (Deus  dos  exercitos)  veio   anunciando   que,  enviaria  o  Salvador  do  Mundo.    No  entanto,  coube ao  naviy (profeta)  Daniyahu...o homem  muito amado...do  eterno;  Danyahu (Daniel) 9,23. 
Receber  esta   maravilhosa  revelação  de  Yahweh,  a  respeito  do   tempo  do Mashiach  vir  ao   mundo.  " Por  isso,  preste  atenção à resposta  e  entende  a  visão...Disse  o  varão  Gabryahu  (Gabriel)..desde   a  saída   da  ordem  para restaurar  Yahshalaym  até ao Mashiach...haverá  7   semanas  de  anos  e  62  semanas;  e  1 semana; Ao  todo  70  semanas=490 anos;  Danyahu  9,25-27;  
Esta  é a primeira  profecia cronológica na  Bíblia  a  respeito  do Mashiach e sua  obra.  E  ela indica   que,  o  tempo  do  Mashiach  teve  seu  inicio, na   data  da  referida  ordem para  restaurar  Yahshalaym  terrena no  ano  457 antes  do Mashiach; Dic-da  Biblia  pg 47  e  refs.
Contados  os  2520  anos a  partir  de  457, alcança  o  ano  de  2063  da  era  atual, quando  findam  o  maior  período  profético das Escrituras Sagradas.     No  entanto,  descontados  os  10   anos   que  ficaram  perdidos  e  que  não  aparecem  no  calendário   atual.  O  grande  período  profético  sobre  o Mashiach de 2520   anos, findam   em 2053.  Entretanto,  como  já  aprendemos  atrás que,  é  com 2  ou  3  testemunhas...que  toda  a palavra  é confirmada;  Mattytiahu  (Mateus) 18,16. e 2ª or,13,1.
Temos outra  cadeia  profética  paralela à esta  de   2520 anos; mostrando  também, o  tempo   do  Mashiach  e  a  sua  obra  redentora,  desde  o   ano  457  antes   do  Mashiach,   até   ao   ano  de  2053  era  atual. 
Vejamos;  em  Danyahu  8,14  encontramos  a   profecia  das   2300   tardes   e manhãs=2300anos;   Que   teve  início  na  mesma  data  457  antes    do  Mashiach onde começou  os  2520   anos;  Isto  é,  na  saída  da  ordem  para  restaurar  Yahshalaym terrena  (ver  estudo  as  70 s emanas  de  Danyahu)  e  findou  no   ano  1843. Data  em  que, segundo  o  anjo  Gabryahu  (Gabriel), deveria  iniciar  a purificação  do   mishcan shamayim=Santuário  Celeste.
E em Ezequyahu ( Ezequiel) 39,12,14.  encontramos  outra  profecia  cronológica, desta  feita   sobre  o  tempo  gasto  na  purificação  do  dito  santuário  celeste.    Ali,   descobrimos  que, a  purificação  do  santuário  celeste, é  de  uma  duração   de  7 meses  proféticos=210 anos.
  Esta  profecia  dos  7 meses  ou  210  anos, só  pode  ser realmente   ligada  ao  período  profético  das  2300  tardes  emanhãs=2300 anos;  Já  que  ela  trata     do   tempo  gasto  nesta purificação.  Enquanto   que,  a     das 23000   tardes e manhãs+2300  anos;   descreve  a  data  para   iniciar a Kapahah (purificação)    do   dito  santuário  celeste.   Porquanto,   ligando estes   dois    períodos   proféticos...já...que nenhuma  profecia   da   Escritura    é    de  particular  interpretação;  2ª  Kefah  (Pedro) 1,20.   Vamos descobrir, tanto  a  data  de início  da  purificação  do santuário celeste, no  final da  profecia   das  2300   tardes  e manhãs=2300  anos em 1843.  Bem   como  o  tempo   gasto  nela  de 210  anos; E  o seu término  em    2043, na   Parusiah   do   Mashiach; No  final   do   ´olam  hazeh
=era  atual, e  inicio   do ólam  haba=era  vindoura. 
Vejamos;   a   profecia  declara   que,  o   tempo a  ser  gasto  nesta kapahah (purificação), seria  de   7 meses.   7  meses  biblicos  de  30  dias  cada  são  210 dias  literais,   que  computados   em  tempo  profético  dão  210   anos normais;   Contados  então  os  7  meses  proféticos=210  anos;  desde  o   ano  1843  era  atual  onde  segundo  Danyahu  (Daniel)  8,14.  teve  inicio  a purificação  do  santuário  celeste se  chegam no  ano  2053.
No  entanto  descontados  os  10  anos  perdidos no  calendário caiem  no  ano  2043.  E  sendo  que  a colheita  do Mashiach  incluindo " as  bodas  do  Cordeiro" tem  uma duração  de  7  anos;  Yashayahu (Isaias)  30,26;  e  Hyzayon=Revelação  8,1;  e  Juizes  14,17.  Os  escritos  sagrados  nos  mostram   através  do  "espirito  de  profecia"  que,   o  Mashiach  virá na  sua  Parusiah  reunir   o  seu  povo  escolhidos   "o  Israel  da promessa". Quando  terminar  a  sua obra  de  purificação   no  Santuário  celeste no  ano  2043.  E  como  a  ceifa  com  as  bodas   do  Cordeiro no  final  do  òlam  hazeh=era  atual, durará  7  anos  como  explicamos  atrás. Somam-se  2043  mais   7 anos  encostam  no   ano  2050.
Ficando  de  resto  para  completar  o maior  período  profético  das   Escrituras   Sagradas  apenas  2    anos.  Estes   2    anos  são  para   a festa de  "Purim" =festa   da  sorte;  Em   figura   desta   festa   do Mashiach  com a  sua  noiva-esposa;    Lemos   no  livro  de  Ester  capitulo  9...o seguinte...Quando   o  povo  de  Yahweh  estava  sentenciado  à   morte,  pelos seus inimigos; Yahweh  mudou-lhe  a  sorte,  de  morte  para  a vida.  Fazendo  morrer  "Naaman"o  inimigo   maior  do  povo  hebreu.
Então  o  povo  hebreu  celebrou  a  festa  de  "Purin"  que  quer   dizer  "a  festa   da  sorte".  E    isto    durante  2   dias  consecutivos.   Porquanto,  a  festa   de Purin  que   o   povo  hebreu  passou a celebrar  depois    do  grande   livramento   que  Yahweh  lhe  enviou,  mudando-lhe,    a  sorte;  Isto  é,  de   morte  para  a  vida.
Era   uma  figura  da   grande   festa   nas   bodas  do  Cordeiro  com  sua  noiva=esposa  durante  2   anos.  Comemorando   o  grande livramento   que  Yahshuah  Hamashiach   nos  trouxe;  redimindo-nos  da  morte  eterna à  que   estavamos   sujeitos pelo  inimigo=Hashatan.
Há  um  dado  interessante  sobre  as  bodas  do  Cordeiro  com a  sua noiva=Kehilah. No  livro   de Hyzayon=Revelação 19, 9;   Yachonam(João)... relata...E  o  anjo me  disse;  Escreva;  Quão  felizes  são   os   que   foram  convidados para  a  festa    de  casamento  do  Cordeiro.  E  acrescentou;  Estas  são palavras  de  Yahweh.  É  sabido   por   todos  que,  para  alguém ir  participar  de  uma  festa  de  casamento  importante;  necessário  se  faz  que,  este   alguém  receba um convite   da   parte  dos   noivos;  E naturalmente é neste   convite   que  vem  os  dados  sobre  a  festa  de  casamento. Exemplos;  nomes  dos noivos, local  e  primcipalmente   a  data  do  casamento;  Sem  a  qual não  existe  nenhuma  possibilidade  para  que  o  convidado  possa   ir  a  tal festa.   Esta  festa  das  bodas   do Cordeiro  com  sua   noiva é  representada também  na  abertura   do  7º   selo...e  havendo  aberto  o  7º   selo   houve    silencio    no  shamaym=céu,  quase  meia  hora;  Meia  hora  profética   são    7 dias  e  meio;  quase  meia hora  equivalem  a  7  dias  em  tempo  profético,  que   são 7  anos.  Na  Parusiah   do  Mashiach  todos  os  santos  anjos  virão  com  Ele; Mattytiah 25,31.  2ª  Tess,  1,7.  e refs.  E  ausentando  do  céu  as  hostes  angelicais;    haverá  ali  obrigatóriamente;  silencio  durante  essa  quase  meia  hora.
Yahshuah considerou ainda, sua  volta  para  o  casamento  com  sua  noiva, no  quadro  das  10  damas  de  honra...que  tomando suas  lampadas  sairam  ao  encotrar  o  noivo...as  imprudentes  não levaram  azeite  consigo...a  meia noite  ouviu-se  um  grito. O  noivo  vem aí!  Saí  ao  seu  encontro...enquanto  as imprudentes  foram  comprar  o  azeite, o noivo  chegou e  as  que  estavam  prontas entraram   com  ele  para  o   banquete    de  núpcias. E  fechou-se  a porta;  Mattytiah  25,1-13.
As  prudentes  representam   a Kehilah  do  Mashiach, a  noiva  fiel  e  prudente  que  recebeu  o  convite  atravez  do "espirito  de profecia" simbolizado  pelo  azeite=Ruach  hakodesch.  Estando  atenta  ao  local  e  data  da  festa  de casamento.
Já  recebeu  o convinte  do casamento  e  da  festa  das  bodas   do  Cordeiro  com  sua   noiva no  2043 era  atual?  Não!  Os  convidados  estão  recebendo  o  convite.  E  esperando  que,  por   volta  do  ano 2043...virá  o desejado   de  todas as nações...e  fará tremer   os ceus e a terra;  "no final  do  ´olam  hazeh=era  atual;  Ageu 2,5-7.  2 Kefah  3,9,10.
No  que   diz  "Yahweh"  escreve a visão  e  torna-a  bem  legível  sobre   tábuas, para   que possa ler   o  que   correndo passando...a  visão é  para   o    tempo  determinado, e  até  ao   fim  falará  e não mentirá...certamente    virá, não  tardará;    Assim   será  a  palavra   que  sair   da minha   boca;  ela não voltará   para  mim   vasia; antes  fará o  que me apraz,  e  prosperará naquilo  para   que  a  enviei; Habakuk 2,2,3.  Yashayahu   (isaias)   55,11.

"A  sheni   biat  mashiach=2ª vinda do mashiach-fim  do  olam haseh=era  atual"

Ivonil   Ferreira  de Carvalho----------Jatai-go---------1989.

domingo, 12 de outubro de 2014

Doze Critérios da Data da Crucificação

 

Doze Critérios da Data da Crucificação

Sir Isaac Newton descobriu no final do ano 1600. A Igreja Católica Romana descobriu pouco depois. Guilherme Miller e Samuel Snow descobriram em 1844. Grace Amadon e o Comitê de Pesquisa da Conferência Geral dos Adventistas do Sétimo Dia descobriram em 1938.
O que eles descobriram?
Eles acharam que era impossível harmonizar os "Doze Critérios" da data da crucificação de Yahushua {Cristo} com o calendário juliano / gregoriano. ("Critérios" - Uma norma, regra ou teste em que uma sentença ou decisão pode ser baseada). No entanto, todos eles encontraram os Doze Critérios se encaixando perfeitamente com o calendário luni-solar do Criador, Yahuwah projetou na criação para governar o tempo (ver Gênesis 1:14-19). O Calendário do Criador utiliza a dupla ação do sol e da lua trabalhando juntos para determinar dias, semanas, meses e anos. Como resultado desta descoberta, a Igreja Católica Romana aplicou apenas cinco, critérios um tanto distorcidos, a um ano completamente diferente (33 dC) de seu calendário juliano / gregoriano para que eles ainda pudessem ter uma ressurreição no Domingo. Guilherme Miller e Samuel Snow, como resultado de sua descoberta, foram capazes de ligar os pontos (datas) da profecia dos 2300 dias / ano. Grace Amadon e o Comitê da Conferência Geral documentaram sua pesquisa de 10 anos com mais de 5000 páginas e para os astrônomos em todo o mundo, e apresentou suas conclusões ao presidente da Conferência Geral da Igreja Adventista do Sétimo Dia.
É importante entender os 12 critérios da data da crucificação de Yahushua porque estes mesmos critérios estabelecem quando o verdadeiro Sábado do sétimo dia ocorre - e não é no sábado gregoriano [Saturday]. As profecias de Daniel alfinetam 31 dC como o ano em que Yahushua foi crucificado, de modo que é o ano em consideração neste estudo.
Tradicionalmente, tem sido dito que desde o alvorecer da Criação, 6000 anos atrás, as semanas sucessivas, ciclo de seis dias seguido de um descanso sabático, nunca foram quebradas até hoje. Além disso, tem-se dito que o ciclo de sete dias é um tributo à criação em uma semana de sete dias, em vez do popular processo evolutivo de milhões de anos. Afinal, quem pode discutir este ponto, quando os Judeus ainda mantêm este mesmo ciclo semanal ininterrupto hoje, bem como um sábado gregoriano? Mas não é?
Um dos segredos para desbloquear este mistério encontra-se nos "doze critérios" que identificam os verdadeiros dias da crucificação e da ressurreição.
Por que a semana da crucificação é tão importante para o entendimento?
A razão pela qual esta última semana na vida de Yahushua é muito importante para todos os que estão buscando a verdade, é que esses dias consecutivos pouco esclarecem em detalhes, no auge do tempo, a ligação harmoniosa da história nomeada de Yahuwah, passado, presente e futuro. Nosso Criador ordenou um sistema de manutenção do tempo, e só ele, tem o selo da cruz de Yahushua. Isso torna para o homem a impossibilidade de alterar ou manipular Seu calendário histórico e profético. Portanto, este estudo tem como objetivo expor a verdade que, há muito tempo, tem ficado escondida. O objetivo é identificar um calendário que harmonize todos os "12 critérios" que funcionam como um GPS ordenado do Criador do céu para identificar o ano exato, dia e hora em Seu verdadeiro sistema de calendário.
"Desde os dias de Esdras e de Neemias até o presente tempo, uma longa série de materiais de origem histórica e astronômica, agora oferecem um quadro completo da lua nova e de suas fases. Cada detalhe de seu desempenho é descrito ou em tábuas de pedra, ou em pergaminho, ou em livros de astronomia antiga e moderna. Assim, o caminho foi preparado para um eficaz estudo cronológico com referência ao tempo luni-solar judaico, e sua relação com a morte, no ano de Cristo." (Grace Amadon, Collection 154, Center for Adventist Research, Andrews University, Berrien Springs, Michigan.)
Ele deve insultar o Altíssimo, ele deve atormentar / desgastar os santos do Altíssimo, e ele deve tentar mudar o calendário e os estatutos. Daniel 7:25 (tradução Knox, Século XX.)
O Sábado e a Lua Nova (Rosh Hodes), ambos se repetem periodicamente no decorrer do ano. A Lua Nova é ainda, e o Sábado foi originalmente, dependente do ciclo lunar. Enciclopédia Judaica Universal, p. 410.
Se a prova que nasce neste estudo for verdadeira, então as semanas sucessivas, tal como as conhecemos no calendário Juliano / Gregoriano "foram quebradas", desde o tempo da criação. Em segundo lugar, o Sábado gregoriano, como o conhecemos hoje, não poderia ser o verdadeiro Sábado do sétimo dia de Yahuwah. Se isso for verdade, e se você for um buscador da verdade, não seria uma verdadeira alegria descobrir o verdadeiro Sábado do sétimo dia de nosso Criador?
"Mas [Yahuwah], não tendo em conta os tempos da ignorância, anuncia agora a todos os homens, e em todo o lugar, que se arrependam." Atos 17:30, ACF
TEMAMOS, pois, que, porventura, deixada a promessa de entrar no seu repouso, pareça que algum de vós fica para trás. ... Hoje, se ouvirdes a sua voz, Não endureçais os vossos corações. ...Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência. Porque a palavra de [Yahuwah] é viva e eficaz, e mais penetrante do que espada alguma de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração. E não há criatura alguma encoberta diante dele; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar. Hebreus 4:1, 7, 11-13, ACF
Embora este estudo apenas arranha a superfície deste assunto importante e de peso, você será capaz de ver por si mesmo as discrepâncias entre os dois calendários como sobrepor um ao outro.
"...estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim." Atos 17:11, ACF
As Escrituras descrevem Doze Critérios como um feixe do pacote completo, um conteúdo do qual não podem ser separados um do outro. Eles só funcionam bem quando estão juntos, como uma unidade de GPS (Unidade de Posicionamento Global, usado em carros, aviões, barcos e para levantamentos topográficos.) Listados abaixo estão os pontos específicos deste pacote, de acordo com as Escrituras e endossado por Ellen White. Este pacote de "Doze Critérios", localiza com precisão os detalhes da morte de Yahushua, descanso no túmulo e ressurreição, eles tiveram que ser preservados precisamente neste mesmo pacote, durante 1500 anos antes da morte de Yahushua. Sua morte, na Páscoa, prova este ponto. Este teste verdadeiro foi criado e preservado por Yahuwah mais de 3500 anos atrás, e foi feito para confundir os incircuncisos de coração, mas para abençoar Seus fiéis buscadores da verdade, precisamente no momento que lhe fora designado. O que a previsão maravilhosa e verdadeiramente surpreendente de Yahuwah tem.
Um raio de luz e glória assinalou o tempo da morte e ressurreição [de Yahushua], imortalizando a sagrada verdade de que Ele foi o Salvador do mundo. Primeiros Escritos, p. 197.
cross and 12 stars 
Só foi descoberto recentemente, que este grupo de doze estrelas é o mesmo descrito em Apocalipse 12:1. É este inquebrável conjunto da verdade que adorna a cabeça de uma mulher fiel e pura. Ela sozinha é o símbolo dos fiéis de Yahuwah no tempo do fim, e é representada como estando na lua, vestida com o sol e com uma coroa de doze estrelas sobre a cabeça. Observe que o sol, a lua e as estrelas são os elementos de tempo que compõem o calendário luni-solar do Criador, como dado em Gênesis 1:14.
1. Ano - 31 d.C. [A.D. 31]
7. Dia de Lua Cheia
2. Temporada - Primavera
8. Na Festa da Páscoa
3. Mês - Abib/Nisan
9. Crucificação - 9ª hora da morte
4. Dia do Mês - 14º dia
10. Festa dos Pães Asmos, no 15º dia
5. Dia da Semana - 6º dia
11. Descanso no Sábado Grande, no Túmulo
6. Dia da Preparação
12. Dia da Ressurreição/Molho da Oferta Movido
  1. ANO: 31 d.C. [A.D. 31]. O Primeiro dia do ano começa com uma Lua Nova, a cada ano. O Messias é ferido no meio da semana, conforme o estabelecido na Profecia das 70 semanas de Daniel e proclamada por Guilherme Miller em 1843.

    Daniel 8:14
     E ele me disse: "Até duas mil e trezentas tardes e manhãs; e o santuário será purificado."

    Daniel 9:24-27:
     "Setenta semanas estão determinadas sobre o teu povo, e sobre a tua santa cidade, para cessar a transgressão, e para dar fim aos pecados, e para expiar a iniquidade, e trazer a justiça eterna, e selar a visão e a profecia, e para ungir o Santíssimo. Sabe e entende: desde a saída da ordem para restaurar, e para edificar a Jerusalém, até ao Messias, o Príncipe, haverá sete semanas, e sessenta e duas semanas; as ruas e o muro se reedificarão, mas em tempos angustiosos. E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até ao fim haverá guerra; estão determinadas as assolações. E ele firmará aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação;..."

    O Grande Conflito
    , p. 327: "No outono do ano 27 de nossa era, Cristo foi batizado por João, e recebeu a unção do Espírito. O apóstolo Pedro testifica que "[Yahuwah] ungiu a [Yahushua] de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude". Atos 10:38. ... Depois de Seu batismo Ele foi para a Galiléia, "pregando o evangelho do reino de [Yahuwah], e dizendo: O tempo está cumprido". Mar. 1:14 e 15. ... "Na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oferta de manjares." No ano 31 de nossa era, três anos e meio depois de Seu batismo, nosso Senhor foi crucificado."
  2. TEMPORADA: Esse foi o primeiro mês da primavera.

    Levítico 23:5:
     "No mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a páscoa do SENHOR [Yahuwah]." (O primeiro mês foi sempre o primeiro mês da primavera.)

    Levítico 23:9-11:
     "E falou Yahuwah a Moisés, dizendo: Fala aos filhos de Israel, e dize-lhes: Quando houverdes entrado na terra, que vos hei de dar, e fizerdes a sua colheita, então trareis um molho das primícias da vossa sega ao sacerdote; E ele moverá o molho perante Yahuwah, para que sejais aceitos; no dia seguinte ao sábado o sacerdote o moverá." (Os primeiros frutos da colheita da cevada foram sempre oferecidos na primavera.)

    O Grande Conflito
    , p. 327: "No outono do ano 27 de nossa era, o Messias foi batizado. . . . No ano 31 de nossa era, três anos e meio depois de Seu batismo, nosso Senhor foi crucificado." [Assim tornando esta a primavera do ano.] Veja também: Atos 10:38, Marcos 1:14, 15
  3. MÊS: O dia de Lua Nova é o primeiro dia de cada mês, e o primeiro mês do ano é chamado de Abib/Nisan.

    moonDeuteronômio 16:1:
     "GUARDA o mês de Abibe, e celebra a páscoa a [YaHuWaH] teu [Aloah]; porque no mês de Abibe [Yahuwah] teu [Aloah] te tirou do Egito, de noite."

    O Grande Conflito
    , p. 399: "No dia catorze do primeiro mês judaico, no mesmo dia e mês em que, durante quinze longos séculos, o cordeiro pascal havia sido morto..."

    Veja também: Êxodo 23:15; O Grande Conflito, p. 399; Patriarcas e Profetas, p. 486.
  4. 14º DIA DO MÊS: Este é o 14º dia, contando a partir do dia de Lua Nova, a cada ano.

    Levítico 23:5
     "No mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a páscoa de [Yahuwah]."

    O Grande Conflito
    , p. 399: "No dia catorze do primeiro mês judaico, no mesmo dia e mês em que, durante quinze longos séculos, o cordeiro pascal havia sido morto..."  Veja também: O Grande Conflito, p. 399; Patriarcas e Profetas, p. 486.
  5. 6º DIA DA SEMANA: Este é o 6º dia da semana, a cada ano.

    João 19:31:
     "Os judeus, pois, para que no sábado não ficassem os corpos na cruz, visto como era a preparação (pois era grande o dia de sábado), rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados." (O Dia da Preparação, mencionado aqui, é o sexto dia da semana, porque o dia seguinte foi um Sábado Grande. Sábado Grande foi o termo usado quando uma Festa Anual nomeada Sábado aterrou em um regular Sábado do sétimo dia.) 

    O Desejado de Todas as Nações
    , p. 794: "No sexto dia da semana, tinham presenciado a morte do Mestre. . ."
    Veja também: O Desejado de Todas as Nações, p. 769-774, 794, Salmos 81:3
DIA DA PREPARAÇÃO: Este é sempre um 6º dia, seguido do Sábado do sétimo dia, a cada semana.

7. DIA DE LUA CHEIA: A Lua Cheia sempre cai no 14º ou 15º dia do mês lunar.

O dia de Lua Cheia é sempre 14-15 dias, contados a partir do dia de Lua Nova. Isto significa que a Lua Cheia coincide com a Páscoa no dia 14 de Abib e a Festa dos Pães Ázimos no dia 15 de Abib. A lua cheia ocorreu em 25 de Abril de 31 d.C., o que teria sido o primeiro dia da Festa dos Pães Ázimos (Abib 15), a contar do primeiro amanhecer após a conjunção lunar-solar 1 - com o equivalente moderno da quarta-feira. Isto significa que Yahushua foi crucificado com o equivalente moderno da terça-feira, que teria sido Abib 14. Mesmo o método do primeiro crescente visível para o acerto de contas {cálculo} do Dia de Lua Nova, apoiado por muitos tradicionalistas, não coloca a crucificação na sexta-feira, mas sim, coloca a crucificação com o equivalente moderno da quarta-feira. Não há maneira de contornar isso: O Salvador não poderia ter sido crucificado em uma sexta-feira em 31 d.C.



Salmos 81:3 e 4 (ARM): "Tocai a trombeta pela lua nova, pela lua cheia, no dia da nossa festa. Pois isso é um estatuto para Israel, e uma ordenança do [Elohim] de Jacó."
8. FESTA DA PÁSCOA: A Páscoa cai no 6º dia da semana e no 14º dia do mês, a cada ano.
Levítico 23:5 "No mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a páscoa do SENHOR [Yahuwah]."
O Grande Conflito, p. 399: "A morte do cordeiro pascal era sombra da morte de Cristo. Diz Paulo: "Mashiah, nossa Páscoa, foi sacrificado por nós." I Cor. 5:7. . . . Aqueles símbolos se cumpriram, não somente quanto ao acontecimento mas também quanto ao tempo. No dia catorze do primeiro mês judaico, no mesmo dia e mês em que, durante quinze longos séculos, o cordeiro pascal havia sido morto, Cristo, tendo comido a Páscoa com os discípulos, instituiu a solenidade que deveria comemorar Sua própria morte como o "Cordeiro de [Yahuwah] que tira o pecado do mundo".
Veja também: O Desejado de Todas as Nações, p. 571, e Mensagens Escolhidas, vol. 3, p. 225.
Crucifixion Nails9. HORA DE SUA CRUCIFICAÇÃO:
  • Colocado na Cruz na terceira hora (9:00 h): Marcos 15:25: "E era a hora terceira, e o crucificaram."
  • Trevas sobre toda a terra, entre a hora sexta e nona (12:00 h e 15:00 h): Mateus 27:45 E desde a hora sexta houve trevas sobre toda a terra, até à hora nona. 

    Marcos 15:33: "
    E, chegada a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra até a hora nona."

    [Yahushua] - As Horas Finais, Ellen White:
     "A Natureza em si esteve em solidariedade com a cena. O sol brilhava claramente até ao meio-dia, quando, de repente, parecia estar apagado. Tudo sobre a cruz estava em escuridão tão profunda como a mais negra da meia-noite. Esta escuridão sobrenatural durou três horas."
  • Yahushua morreu na hora nona (15:00 h):
Mateus 27:46-55: "E perto da hora nona exclamou [Yahushua] em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactâni; isto é, [Elohim] meu, [Elohim] meu, por que me desamparaste? E alguns dos que ali estavam, ouvindo isto, diziam: Este chama por Elias, e logo um deles, correndo, tomou uma esponja, e embebeu-a em vinagre, e, pondo-a numa cana, dava-lhe de beber. Os outros, porém, diziam: Deixa, vejamos se Elias vem livrá-lo. E [Yahushua], clamando outra vez com grande voz, rendeu o espírito. E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e fenderam-se as pedras; e abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; e, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na cidade santa, e apareceram a muitos. E o centurião e os que com ele guardavam a [Yahushua], vendo o terremoto, e as coisas que haviam sucedido, tiveram grande temor, disseram: Verdadeiramente este era o Filho de [Yahuwah]. E estavam ali, olhando de longe, muitas mulheres que tinham seguido [Yahushua] desde a Galiléia, para o servir."
O Espírito de Profecia, vol. 3, p. 165: "À hora nona, ergueu-se a treva de sobre o povo, mas continuou a envolver o Salvador. Os furiosos relâmpagos pareciam dirigidos contra Ele ali pendente na cruz. Foi então que Ele enviou o grito desesperado: "De repente, ergueu-se de sobre a cruz, a sombra, e em tons claros, como de trombeta, tons que pareciam ressoar por toda a criação, bradou Yahushua: "Está consumado." João 19:30. 
Crown of ThornsLucas 23:46: "...Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isto, expirou." ACF
[Yahushua] - As Horas Finais, por Ellen White: "Uma luz cercou a cruz, e diante da face do Salvador, brilhou com glória como o sol. Ele então inclinou a cabeça sobre o peito e morreu. A multidão sob a cruz ficou paralisada, e com a respiração suspensa contemplava o Salvador. Novamente a escuridão estabeleceu-se na terra, e um ronco rouco como pesado trovão foi ouvido. Esta foi acompanhada de um violento terremoto. As pessoas foram abaladas pelos montes por conta do terremoto. Seguiram-se à confusão e terror mais selvagens. Nas montanhas, rochas estavam se dilacerando, e foram caindo para as planícies. Túmulos foram abertos, e muitos dos mortos foram expulsos. A Criação parecia estar se quebrando em átomos. Sacerdotes, príncipes, soldados e pessoas, mudos de terror, deitaram-se de bruços no chão. Na época da morte de Cristo, alguns dos sacerdotes estavam ministrando no templo de Jerusalém. Eles sentiram o choque do terremoto, e no mesmo instante o véu do templo, que separava o lugar santo do santíssimo, se rasgou em dois, sem derramamento de sangue, de alto a baixo pela mesma mão que escreveu as palavras de condenação sobre as paredes do palácio de Belsazar. O lugar mais sagrado do santuário terrestre já não era mais sagrado. O Cordeiro de [Yahuwah], ao morrer, tinha se tornado o sacrifício pelos pecados do mundo. Quando Cristo morreu na cruz do Calvário, o novo e vivo caminho tinha sido aberto aos Judeus e aos Gentios. Satanás foi derrotado, e sabia que seu reino estava perdido."
10. FESTA DOS PÃES ÁZIMOS: Esta é uma festa de sete dias, que começa no dia 15 do mês de Abib, que é sempre um Sábado do sétimo dia, a cada ano.
A Festa dos Pães Ázimos começa no dia 15 de Abib, tem duração de sete dias, e termina no final do dia 21 que é o 6º dia da semana e designado a ser uma festa sabática. O dia 21 é uma festa sabática e o dia 22 é o normal Sábado do sétimo dia para o mês de Abib.
Êxodo 12:18: "No primeiro mês, aos catorze dias do mês, à tarde, comereis pães ázimos até vinte e um do mês à tarde. Por sete dias não se ache nenhum fermento nas vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, aquela alma será cortada da congregação de Israel. . . ."
Patriarcas e Profetas, p. 539: "A Páscoa era seguida pelos sete dias da festa dos pães asmos. O primeiro e sétimo dia eram dias de santa convocação, nos quais nenhum trabalho servil devia ser feito. No segundo dia da festa, as primícias da ceifa do ano eram apresentadas perante [Yahuwah]. A cevada era o primeiro cereal a produzir-se na Palestina, e, no início da festa, estava começando a amadurecer."
11. DESCANSO SABÁTICO NA SEPULTURA, NO SÁBADO GRANDE: Este Sábado foi um Sábado Grande, isto é, quando uma Festa Sabática começa ou termina coincidindo com um regular Sábado do sétimo dia, como é o caso aqui com a Festa dos Pães Ázimos, que teve início no Sábado do sétimo dia, que é sempre no dia 15 do mês a contar da Lua Nova. (Observe que este é o mesmo ciclo de sete dias da Criação e do Santuário.) O calendário Juliano de oito dias ainda não havia sido legislado sobre o povo Hebreu; ele só teve lugar quando os Hebreus perderam sua soberania como nação.
Mateus 28:1 e 2: "E, no fim do sábado, quando já despontava o primeiro dia da semana, Maria Madalena e a outra Maria foram ver o sepulcro. E eis que houvera um grande terremoto, porque um anjo de [Yahuwah], descendo do céu, chegou, removendo a pedra da porta, e sentou-se sobre ela."
Empty TombMarcos 16:1-3 "E, PASSADO o sábado, Maria Madalena, e Maria, mãe de Tiago, e Salomé, compraram aromas para irem ungi-lo. E, no primeiro dia da semana, foram ao sepulcro, de manhã cedo, ao nascer do sol. E diziam umas às outras: Quem nos revolverá a pedra da porta do sepulcro?"
João 19:31: "Os judeus, pois, para que no sábado não ficassem os corpos na cruz, visto como era a preparação (pois era grande o dia de sábado), rogaram a Pilatos que se lhes quebrassem as pernas, e fossem tirados."
O Desejado de Todas as Nações, p. 769: "Por último, [Yahushua] estava em repouso . . . Ele descansou durante as horas sagradas do dia de sábado. . . No início, o Pai e o Filho descansaram no sábado após a obra da criação, quando o céu e a terra foram terminados. . . Com esta cena o dia em que [Yahushua] descansou está para sempre ligado. . . O sábado da criação, o dia em que [Yahushua] esteve em repouso no sepulcro de José, será ainda um dia de descanso e alegria."
12. MOLHO DA OFERTA MOVIDO & DIA DA RESSURREIÇÃO: Este é o primeiro dia da semana e ocorre no 16º dia do mês, após o Sábado do sétimo dia, a cada ano.
Levítico 23:10 e 11: "...Quando houverdes entrado na terra, que vos hei de dar, e fizerdes a sua colheita, então trareis um molho das primícias da vossa sega ao sacerdote; e ele moverá o molho perante [Yahuwah], para que sejais aceitos; no dia seguinte ao sábado o sacerdote o moverá."
Mary at TombMarcos 16:9-16: "E Yahushua, tendo ressuscitado na manhã do primeiro dia da semana, apareceu primeiramente a Maria Madalena, da qual tinha expulsado sete demônios. E, partindo ela, anunciou-o àqueles que tinham estado com ele, os quais estavam tristes, e chorando. E, ouvindo eles que vivia, e que tinha sido visto por ela, não o creram. E depois manifestou-se de outra forma a dois deles, que iam de caminho para o campo. E, indo estes, anunciaram-no aos outros, mas nem ainda estes creram. Finalmente apareceu aos onze, estando eles assentados à mesa, e lançou-lhes em rosto a sua incredulidade e dureza de coração, por não haverem crido nos que o tinham visto já ressuscitado. E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado."
1 Coríntios 15:20-22: "Mas de fato o Maschiah ressuscitou dentre os mortos, e foi feito as primícias dos que dormem. Porque assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados No Mashiah."
O Grande Conflito, p. 399: "O molho das primícias, que por ocasião da Páscoa era movido perante [Yahuwah], simbolizava a ressurreição de Cristo. Falando da ressurreição do Senhor e de todo o Seu povo, diz Paulo: "Cristo, as primícias, depois os que são do Mashiah, na Sua vinda." I Cor. 15:23. Semelhante ao molho que era agitado, constituído pelos primeiros grãos amadurecidos que se colhiam antes da ceifa, Cristo é as primícias da ceifa imortal de resgatados que, por ocasião da ressurreição futura, serão recolhidos ao celeiro de [Yahuwah]. . . E, como o antítipo dos molhos que eram agitados, nosso Senhor ressurgiu dentre os mortos ao terceiro dia, como - "as primícias dos que dormem" (I Cor. 15:20), exemplo de todos os ressuscitados justos, cujo "corpo abatido" será transformado, "para ser conforme o Seu corpo glorioso". Filipenses. 3:21."
O Desejado de Todas as Nações, p. 794: ". . . no primeiro dia da semana seguinte, viram-se privados de Seu corpo, e eram acusados de O haver roubado para enganar o povo."
Estes 12 critérios são um dom do Céu para a humanidade de hoje. Eles nos fornecem fatos que, quando compreendidos corretamente, nos permitem estabelecer claramente o dia correto da crucificação e, assim, o verdadeiro Sábado também.

1 A conjunção lunar-solar {fase escura da lua} ocorreu às 13:32 (1:32 PM) no tempo de Jerusalém em 10 de Abril, em 31 d.C. (http://eclipse.gsfc.nasa.gov/phase/phases0001.html), fazendo 11 de Abril Dia de Lua Nova.

Mateus 27:62-64:
 "E no dia seguinte, que é o dia depois da Preparação, reuniram-se os príncipes dos sacerdotes e os fariseus em casa de Pilatos Dizendo: Senhor, lembramo-nos de que aquele enganador, vivendo ainda, disse: Depois de três dias ressuscitarei. Manda, pois, que o sepulcro seja guardado com segurança até ao terceiro dia, não se dê o caso que os seus discípulos vão de noite, e o furtem, e digam ao povo: Ressuscitou dentre os mortos; e assim o último erro será pior do que o primeiro."

Marcos 15:42 e 43: 
 "E, chegada a tarde, porquanto era o dia da preparação, isto é, a véspera do sábado, chegou José de Arimatéia, senador honrado, que também esperava o reino de [Elohim], e ousadamente foi a Pilatos, e pediu o corpo de [Yahushua]."
Estes seis critérios por si só provam a impossibilidade de uma crucificação na sexta-feira. Na próxima lição, os últimos seis critérios estabelecem esta verdade sem qualquer sombra de dúvida.

A partir desses "12 critérios", recebemos os detalhes de tempo centrado que excluem todos os calendários falsos ou reclamações. Claramente, os "12 critérios" estão incluídos apenas no verdadeiro calendário da Criação. Como uma bandeira acenando no mastro, declara a glória e a honra que Ele derrama sobre Seu calendário Luni-Solar. Se os "12 critérios" acima, pudessem ter sido reconciliados com o calendário Juliano/Gregoriano, eles teriam sido. Mas, no século XVII, seguindo a documentação de Sir Isaac Newton, o Papa de Roma foi forçado a procurar um ano alternativo que permita conciliar alguns dos critérios para o seu calendário romano. Isso é História. É por isso que até hoje, a Igreja Católica, assim como muitas igrejas protestantes, ensinam que Yahushua foi crucificado no ano 33 em vez de 31 d.C. Isso não é pouca coisa.
Talvez você sinta que desde que Ellen White não ensinou que todo o calendário havia sido removido e substituído pelo calendário gregoriano, então não deve ser verdade.
Enquanto Ellen White recebeu a verdade por Yahushua que o sétimo dia foi o Sábado, é possível, que uma suposição tenha sido feita afirmando que o sétimo dia era o sábado do calendário Juliano/Gregoriano? Afinal, não parece que Ellen White compreendeu que Guilherme Miller e Samuel Snow tinham usado um outro calendário ao invés do Juliano/Gregoriano, e este último foi o único calendário de que ela sabia. Se foi assim, por que Yahushua não a corrigiu?
Será que Yahuwah estava salvando a descoberta do calendário correto para o tempo do fim? Será que era para ser a característica distintiva do povo remanescente de Yahushua?
Na seguinte citação de Primeiros Escritos, p. 255 e 256, a Sra. White acaba de descrever eventos relacionados a 1844, e a grande decepção, mas, talvez por causa de idéias preconcebidas sobre a nossa, sempre achei que as seguintes passagens estavam descrevendo as pessoas de sua época. No entanto, observe que a primeira linha está se referindo ao remanescente, após Yahushua no lugar Santíssimo. O povo de 1844, teve a oportunidade de ser o remanescente, mas também sabemos que "remanescente" é o termo que se refere aos fiéis no tempo do fim, no qual eles não estavam. Com isto em mente, também deve-se ter uma atenção especial para a parte onde eles vêem que eles (os remanescentes) foram pisando o quarto mandamento, observando um dia proferido pelos pagãos e papistas, em vez de o dia santificado por Yahuwah. É possível que o sábado, além do domingo, também seja um dia que tem sido transmitido pelos pagãos e papistas?
Representou-me que os remanescentes seguiram pela fé a [Yahushua] ao lugar santíssimo, viram a arca e o propiciatório, e ficaram encantados com sua glória. [Yahushua] levantou então a tampa da arca, e eis as tábuas de pedra com os Dez Mandamentos sobre elas escritos. Examinam os vívidos oráculos, mas a tremer recuam quando vêem o quarto mandamento entre os dez santos preceitos, com uma luz a resplandecer sobre ele, mais brilhante do que havia sobre os outros nove, e uma auréola de glória em redor dele. . . . O mandamento afirma como quando fora falado pela voz de [Yahuwah], em grandiosidade solene e terrível, sobre o monte enquanto os relâmpagos reluziam e os trovões ribombavam; é o mesmo que era quando fora escrito com Seu próprio dedo nas tábuas de pedra. . . . Ficam admirados vendo o cuidado que é tido com os Dez Mandamentos. Vêem-nos colocados junto a [Yahuwah], sob a sombra e proteção de Sua santidade.
Vêem (os remanescentes) que têm estado a desprezar o quarto mandamento do Decálogo, e têm observado um dia legado pelos pagãos e católicos {papistas}, em vez de o dia santificado por [Yahuwah].
Humilham-se diante de [Yahuwah] e lamentam suas transgressões passadas. Vi no incensário o cheiro suave sendo exalado quando [Yahushua] oferecia as confissões e orações deles a Seu Pai.
E, subindo esse incenso, uma luz brilhante repousava sobre [Yahushua] e sobre o propiciatório; e aqueles que, com fervor e oração estavam perturbados por terem descoberto ser transgressores da lei de [Yahuwah], foram abençoados e seus rostos se iluminaram de esperança e alegria.
Uniram-se à obra do terceiro anjo e alçaram suas vozes para proclamar a solene advertência.... Vi então muitos abraçarem a mensagem do terceiro anjo, e unir suas vozes com aqueles que primeiro tinham dado a advertência e honrado a [Yahuwah] observando Seu dia de descanso santificado.
Muitos que abraçaram a terceira mensagem não tinham tido experiência nas duas mensagens anteriores. Satanás compreendeu isto, e seu olho mau estava sobre eles para os transtornar; porém o terceiro anjo lhes estava apontando o lugar santíssimo, e aqueles que tinham tido experiência nas mensagens passadas estavam a apontar-lhes o caminho para o santuário celestial.
Muitos viram a perfeita cadeia de verdades nas mensagens do anjo, e alegremente as receberam em sua ordem, e pela fé seguiram a [Yahushua] no santuário celestial. Estas mensagens foram-me representadas como uma âncora para o povo de [Yahuwah]. Aqueles que as compreendem e recebem serão preservados de ser varridos pelos muitos enganos de Satanás. Primeiros Escritos, p. 255 e 256, (grifo nosso).
Lembre-se, a chave para encontrar o verdadeiro Sábado é a utilização do calendário correto das Escrituras. O Verdadeiro Sábado do Criador nunca será encontrado em um calendário falso ou pagão. Portanto, calendário errado = sábado errado. É simples assim!
Gregorian CalendarEm um sentido similar, imagine-se encontrando um mapa do tesouro que o leva ao redor do mundo em uma aventura no alto mar apenas para descobrir, depois de anos de busca e ter perdido tudo o que lhe era querido, que o mapa do tesouro confiado por você era uma farsa. Como você bem sabe, o mapa é a chave para encontrar o tesouro, e, neste caso, o calendário é o mapa para o tesouro da verdade de nosso Criador, o Sábado. Um calendário é verdadeiro, enquanto que o outro é falso. Um pode ser verificado Biblicamente, Historicamente e Astronomicamente. O outro, é um calendário fabricado pelo homem em desafio absoluto contra Yahuwah que claramente não se harmoniza com o calendário Bíblico da Criação, que estava em uso no momento da crucificação.
É possível que o calendário Luni-Solar do Criador e o Sábado do sétimo dia, serão compreendidos e abraçados como "a verdade que esteve perdida há muito tempo" pelos remanescentes de Yahuwah, no final dos tempos? Talvez no tempo determinado, essas fiéis testemunhas irão soar o alarme, assim como o mundo inteiro se prepara para abraçar o "Calendário do Novo Mundo." É possível que o calendário Luni-Solar do Criador juntamente com o Sábado-lunar do sétimo dia, pudesse ser o teste final para o povo de Yahushua? Certamente este está em harmonia com o que Ellen White disse sobre o Sábado ser o teste final.
JerusalemNunca houve um comando dado por Yahuwah para manter outro Santo dia diferente do Sábado do sétimo dia do Nosso Criador. Da mesma maneira, nunca houve um comando para que a humanidade fabricasse de um novo método para manter o tempo fora do que Ele já havia estabelecido na Criação. Portanto, o teste final para o remanescente de Yahuwah parece ser muito maior do que simplesmente escolher entre sábado e domingo. Em última análise, os que adoram no sábado ou no domingo vão descobrir, só muito tarde, que eles estão, de fato, do mesmo lado. A batalha final, a batalha de mo'ed (Armagedon), parece ser uma batalha de calendários, do Criador ou do homem. Qual você vai escolher? A quem você serve?

Nenhum comentário: