quinta-feira, 26 de março de 2015

YAHVEH-O NOME DO ETERNO=PAI CRIADOR!!


CHIBOLETTE X SIBOLETTE

CHIBOLETTE X SIBOLETTE




A IMPORTANCIA DOS NOMES VERDADEIROS



A grande maioria diz que não é tão importante assim a forma do nome, é questão de pronúncia dizem eles.
Poderia assim ser, caso não houvesse na Escritura da Tanakh, uma alegoria para o tempo presente sobre não usar corretamente o nome!
...
Vejamos....porem tomaram os geleaditas aos efraimitas os vaus do Yahden=Jordão; e sucedeu que, quando os fugitivos de Efraim diziam; passarei; então os homens de geliade lhes diziam; És tu efraimita? E dizendo ele não;
Então lhe diziam; Dize pois, Chibollete, porem ele dizia sibollete, porque não sabiam pronunciar assim bem. Então pegavam dele, e o degolavam nos vaus do Yarden=Jordão; e caíram de Efraim naquele tempo 42 dois mil; Juízes 12,5,6.
Fica para nossa reflexão séria; Será que é ou não importante conhecer o nome, e saber e pronunciá-lo corretamente! Nessa passagem morreram 42 mil de Efraim pelo simples fato do não conhecimento e pronúncia do nome?; Trocaram o CHI pelo Si; era pra não fazer diferença não? Mas fez tanta diferença que perderam a vida.
Será que não estamos correndo o risco de estar pronunciando errado o nome do Salvador do mundo e caminhando para a morte, e não para a vida?


Efraym não está entre as 12 tribos espiritual em Apo-7,5-9..?

Estamos falando shibolth ou siboleth?

החלוֹבשׁ=shiboleth=rio que corre (yarden=jordão)....

החלוֹבש=shim, som de x...bet, som de b...vav rolem, som de o...lamed, som de l...tav, som de t...hêh, mudo no final=shiboleth=rio corrente

Sibolet=carga pesada=sim, som de s...bet som de b...vav rolem, som de o..lamed, som de l....tav, som de t...e hê. Mudo no final=siboleth=carga pesada.

"Então diga: Chibolete". Se ele dissesse: "Sibolete", sem conseguir pronunciar corretamente a palavra, prendiam-no e matavam-no no lugar de passagem do Jordão. Quarenta e dois mil efraimitas foram mortos naquela ocasião.” Juízes 12.6

Logo sobre o significado de Chibolete = rio que corre e Sibolete = carga pesada.

“Chibolete é a linguagem da aliança. Na tua guerra, qual a linguagem você está usando? Aquilo que você declara, ou faz da sua vida um Chibolete(rio que corre) ou Sibolete(carga pesada)”?.
“É uma palavra muito forte mesmo.


"...em 65 anos Efraim será quebrada e deixará de ser um povo; Yeshayahu-iasaias 7,8. bjc..

..E vi o numero dos assinalados...

12 mil da tribu de Yahudah.
12 ....................Re´uven.
12.....................Gad.
12.....................Asher.
12...................Naftaly.
12...................M, nasheh.
12..................Shim´on.
12..................Levi.
12....................Issakhar.
12..................Z´vulon.
12..................Yossef.
12..................Benyamim.
Apo-7,5-9...

Ivonil Ferreira de Carvalho...jatai-go...

quarta-feira, 25 de março de 2015

Laodiceia significa "julgamento"


Laodiceia significa "julgamento"









LAODICEIA  DO  ANO 1843 A  2043.



Ao  anjo  da  kehilah=igreja  que  está  em laodiceia escreve...A  testemunha fiel
e verdadeira. o principio  da  criação  de Yahweh.Hizayom=Revelação 3,14-22.



Laodiceia significa "julgamento"



 
"ÉS UM POVO CEGO..Apo, 3,17..
É  a era do  juízo  da  casa  de Yahweh...a  qual casa  somos  nós...hebreus 3,6.  Nessa ultima  mensagem ao  seu  povo, Yahshuah deixa-lhes,  um alerta...Eu  sei  as  tuas  obras, que  nem  és  frio nem quente; oxalá    foras  frio   ou quente! (3,15).
E  uma sentença...assim, porque  és  morno, e não és  frio  nem  quente, vomitar-ti-ei       da  minha  boca (3,16).
È  o tempo do  julgamento  dos  santos  do altissimo, também chamado  de "a purificação  do santuário celeste". O santuario celeste é a  kehilah  do mashiach...vós  chegastes   a cidade  do Yah  vivo; à Yahshalaym  "celestial"...À universal  assembleia  e kehilah  dos promogênitos,  que estão  inscritos  no shamaym=ceus; e a Yahweh,  o  juiz  de todos. Heb,12,22,23.
A  Yahshalaym  celeste é  a igreja de Yahshuah; O  salmista diz  que...há  um  rio (da  vida=mashiach) cujas  correntes  alegram a cidade  do Yahweh  vivo,  "o santuário"  das  moradas do altissimo. Yah está  no meio  dela; Tehillim=salmos 46,4,5; 
Iniciou em 1843 quando findou a proefcia cronologica  das 2300  tardes e  manhãs=2300  anos. E  irá  até  ao ano  de 2043  na  sheni  biat  mashiach=segunda  vinda  do mashiach.  Chegamos  pois,  ao período final  de  nossa  jornada,  tendo  viajado durante  20  seculos, de Éfeso  a Laodiceia.  Nessa  carta  contem a  ultima  mensagem  de Yahshuah  hamashiach  para  o  seu  povo  na  terra.
Nada  havia  que elogiar  na era  Laodiceiana.
Nela  ele  fala como  o  assim seja!; e a  testemunha  fiel  e verdadeira.  Yahshuah  tem  todo  o direito   de         falar  ao ensejo  do encerramento  da história  da  humanidade. Porquant,  foi  ele  tambem...o principio  da  criação de Yaweh (3,14).  Não  só foi  Yahshuah  o autor  da criação original,   como  ele tambem é...o  autor e  consumador  da  nossa  fé "hebreus 12,2.  Como  tal  dirige-se,  a  uma  geração evangelizada, e educada  nas  tradições  religiosas.  Que  perdeu  de vista, as  verdades  Escrituristicas! Pela falsamente  chamada "ciencia  teolóca".
A  filosofia  evolucionária  de qualquer ângulo  que  se estude;  tem de  ser reconhecida  como  um  ataque  a  verdade  da Palavra  do Eterno Yahweh.  Seu alvo  parece  ser  destruir    a fé no criador.  A  era  de laodiceia  foi atingida  em  cheio pela...tentação  que  havia  de vir sobre  os habitantes   da  terra...É realmente  uma  era  de grande apostasia  branca.  E  o surgimento  da  Imagem  da  besta, ou falso  profeta  formados pelas  (meretrizes) filhas  da  mãe Babilonia a grande  prostituta.
Esses  grandes  movimentos  religiosos  que  apareceram  depois  da  era  de Filadelfia, como  sendo avivamento espiritual verdadeiro.  Na  verdade  foi  o surgimento dos  muitos "falsos profetas  fazendo sinais  e prodigios, para  enganar si possivel até aos escolhidos" Mattytiahu=Mateus 24, e  rfs. Yahshuah  vendo  o perigo que a  sua  kehilah  passaria  nessa  era advertiu-a, dizemdo que,  os  que  dizem...rico  sou, estou enriquecido  e de  nada tenho  falta; (3,12)    Na  verdade estão...desgraçados (caídos  da graça)...miseraveis (sem condições de retorno) pobre (pobreza espiritual absoluta) cego (sem  nenhuma  luz da palavra profetica) nu ( despidos das  vestes  brancas que são a justiça  dos  santos); (3,17.
Esse  movimento  religioso  nunca  visto antes, é  o prenuncio  real da apostasia na  consolidação  da imagem  da  besta!  Que  agora  no final da historia  vai perseguir...os  que  guardam  os mandaemntos 
 de Yahweh  e teem  o testemunho  de Yahshuah; que é os espirito  de proefcia; Hizayom=Revelação 12,17, e 19,10  e refs.
Na  era  de Laodiceia, Yahshuah  está selando  o seu povo (os yahudim=judeus espirituais) com seu sinal que é a  sua palavra. E  está  terminando  esse trabalho que é tambem  chamado  de  purificação do santuário. No capitulo  sete  de Hizayom=Revelação,  vemos  no selamento dos  Yahudim=judeus  espirituais.  A  ultima  tribo a ser selada é a de Benyamim=benjamim.E  assim  como  Raquel  mãe  de Benyamim  morreu  de  parto ao  dar  à luz seu ultimo filho Benyamim, quando iam a  caminho  de Efrata...que significa terra  frutifera...Bereshyt=genesi 35,16.
Também  agora,  o conjunto  de igrejas evangelicas  que compoemm a Laodiceia.  Estão  morrendo  de  parto  a beira  do caminho.  Isto é, morrem espiritualmente ao serem  vomitadas  da  boca  de Yahshuah. Para que  naça  uma  nova  geração  de  fieis.  Os  Benyamitas  do ruach=espirto.  Ogrande pecado  de Raqauel  que  veio  causar  a sua  morte.  Foi a idolatria  quando  roubou  os  idolos  de seu pai, e  tornando-se  idolatra. Bereshyt=Genesis 31,31- 35.
È o que tambem sucede  com a Laodiceia,  que  tendo herdado  as idolatrias  da  mãe babilonia,  tornou-se cumplice  de sua idolatria.   Lemos  no  livro  de bereshyt=genesis,  que  quando  cumpriu  o tempo  para  que  Raquel desse  à  luz  ao seu filho Benyamim. Haviam  ainda  um pequeno espaço   de caminho  para chegar  a  Efrata, seu destino  final.
No entanto  Raquel  não chegou  na  terra   prometida; porquanto, sabe-se,  que quando cumpre  os  dias para  a mulher parturiente  dar à luz  a um filho, não  há como esperar  mais  tempo. E assim  como  aconteceu  com Raquel  que  morreu  de parto  no  caminho entes  de  chegar a Efrata. Embora estivesse  já  perto "faltando apenas  4 kilometros"  Sucede  agora      com  a Laodiceia "da qual Raquel era figura"  Que  está  morrendo de  parto,  sendo vomitada  da  boca  do mashiach. O que é uma  pena  para  a Laodiceia, já  que  falta  apenas  4  decadas para  a  volta  de Yahshuah, e ela está  ficando  morta à  beira  da estrada  por  não aceitar  a  repreensão  de Yahshuah.
"Porque é impossivel que  os  que já  uma  vez...provaram  o dom celestial, e se fizeram participantes  do Ruach hakodesh=espirito santo...e  recairam,  sejam       outra  vez, renovados  para arrependimento; pois  assim quanto  a eles, de novo crucificaram  o  filho  de yahweh, e o expõem   ao vitupério;  heb, 6,4-6.
Pois...procederam  corruptamente  contra        Yahweh, e já  não  são...mais...seus  filhos; Deut, 32,5.
Surgindo  então      através  da  mensagem  do terceiro  anjo  de Hizayom=Revelação 14. Uma  nova  geração  de testemunhas  de Yahshuah,  os  benyamitas  do  Ruach  hakodesh= espiriito.   Por  meio  desses,  Yahshuah envia  um recado  para  os  que ainda esta  fora!
"Eis  que  estou  à  porta  e  bato, se alguém         ouvir a  minha  voz, e abrir  a porta, entrarei em  sua  casa,  e com  ele cearei e ele comigo...sê  pois  zeloso  e arrepende-te; Hizayom=Revelação  3,19,20.
Através  de  sua  emnsagem Yahshuah  está  batendo  na  porta dos  corações. Aquele  que  ouvir  a  sua  voz  e abrir  a porta  do  seu coração para  ele; vai receber  a visita  daquele que é  o pão  da  vida,  e vai  cear  com  ele.
E  o que é de  mais  belo ainda,  promete Yahshuah...ao  que  vencer  lhe  concederei  que  se assente  comigo  no  meu  trono, assim  como  eu vencí, e me assentei  com  meu  pai no  seu trono...quem  tem  ouvidos ouça o que  o Ruach  hakodesh  diz  as sete  eras  da kehilah....Hizayom    3,21,22.





ivonil  ferreira  de carvalho  jatai-go..1989..literaturas  vitorias  de um princepe.

terça-feira, 24 de março de 2015

JUBILEU E A CRONOLOGIA DO TEMPO!


JUBILEU E A CRONOLÓGICA DO TEMPO  -  O início!

Inicialmente os homens viviam 800 até 900 anos o homem mais velho do mundo Matusalém viveu 969 anos. Gên. 5: 27
Mas por causa da maldade do homem, a vida foi drasticamente reduzida:
“Yahveh disse: 3 E יהוה disse, Meu Ruach não se esforçará sempre com o homem, porque ele também é carne: ainda, seus dias serão cento e vinte anos BERESHEETH – GÊNESIS 6.3

Será que devemos saber em que ponto vivemos na linha cronológica do tempo da história da nossa terra? Estas coisas dizem respeito ao nosso bem-estar eterno, e cumpre a nós dar-lhes a devida atenção.

  Será que podemos pontuar em que ano estamos vivendo? Ou o ano da entrada do pecado na terra? Ou identificar os anos sabáticos?

A Escritura não foi escrita para os doutos unicamente, ao contrário, DESTINA-SE AO POVO COMUM.
 As grandes verdades indispensáveis para a salvação, nela se acham reveladas com a clareza para o pesquisador sincero e humilde.

“Porque estas palavras estão encerradas e seladas até o tempo do fim. Muitos serão purificados, embranquecidos e provados; mas os perversos procederão perversamente, e nenhum deles entenderá, mas os SÁBIOS ENTENDERÃO.”  Daniel. 12 :9 E 10

Temos várias nuances maravilhosas da cronologia de tempo de Danyahu (Daniel) e GILYAHNA(Apocalipse) que muitos de vocês já conhecem muito bem. Mas hoje vamos nos deter, na cronologia matemática com  a luz do calendário luni-solar.


Temos um Soberano matemático, exato, que trabalha de forma impressionante a cronologia Escriturística.

A data mais marcante que nos situa na cronologia da terra é o Dia 14 de Abibe, pudera pois esta é a data mais importante da história!

Todos os ritos do Santuário apontavam e pontuava os acontecimentos mais importantes da história na linha cronológica da terra.

Você já se perguntou por que o Cordeiro pascoal, sempre era sacrificado no dia 14 de Abibe o primeiro mês?
Por que o Cordeiro deveria ser separado no dia 10 do primeiro mês? Porque muito provavelmente este foi o dia que no shamaym o Cordeiro de Yah, foi separado, apesar de o plano já estar estabelecido pelo eterno criador,  desde a fundação do mundo. ... Cordeiro... foi morto, desde a fundação do olam (mundo)  GILYAHNA(Apocalipse)13: 8 /  17:8



Fala a toda a congregação de Yahshorul, dizendo, No DÉCIMO DIA deste mês (Abibe) eles tomarão para si mesmos, todo homem UM CORDEIRO, de acordo com a bayit(casa) dos seus ahvot,)pais) um cordeiro para uma bayit:Êx. 12 :3

E vós os guardareis até o DÉCIMO QUARTO DIA  do mesmomês(Abibe): e toda a assembleia da congregação de Yahshorul os matará entre os crepúsculos. Êx. 12:6


Na queda do homem, as ofertas sacrificais foram estabelecidas por Yahveh o criador eterno no Éden a fim de serem uma perpétua lembrança de seu pecado, e um reconhecimento de arrependimento do mesmo, bem como um reconhecimento de fé no Redentor que viria.Foi a primeira vez que o Universo testemunhara a morte,  e para Adão essa foi um cena dolorosíssima, e certamente tremeu com o pensamento que sua transgressão causaria a morte do Filho do Altíssimo, da qual aquele primeiro sacrifício do Cordeiro apontava. “... Cordeiro que foi morto, desde a fundação do mundo. Apoc. 13: 8 Patriarcas e Profetas.
 Que dia foi aquele? Podemos pressupor que o dia da queda de Adão – foi o dia que o Cordeiro foi separado!  E o dia em que Yahveh veio falar com o casal, foi o dia do sacrifício  14 do Primeiro mês! O Dia do primeiro sacrifício! Onde ficou assim estabelecido como o  dia que apontaria a morte do Mashyah, o Salvador, o Cordeiro de YAHVEH!...que tira o pecado do mundo!!


Após cair  em transgressão;  Adam(Adão) ia a cada dia 14 do Primeiro mês sacrificar à porta do jardim vedado por seu pecado, e certamente chorava ao ver a morte acontecendo a cada dia a sua volta, desde a folha que caia até chorar as lágrimas dolorosas da morte do seu filho Abel que tanto amava, morto pelas mãos de Caim.

40 Jubileus Depois, esta data Assinalada novamente no Tempo!

Numa linhagem contínua dos descendentes de Sete filho de Adam estava Abraão, homem temente a Yah, que observava as suas leis como aos seus pais, foi escolhido pelo Eterno 40 jubileus (2000 anos) depois....
E Ele disse a Avram, Conheça com certeza que tua zera (descendência)  serão gerim(escrava) numa terra que não é deles, e os servirão; e estes os afligirão por quatrocentos anos;  Gên. 15:13

E aconteceu que ao cabo de quatrocentos e trinta anos, NESTE MESMO DIA , todos os exércitos de יהוה saíram da terra de Mitzrayim (Egito).Êx. 12:41

Que dia era este? – 14 de Abibe


YAHVEH  Pede o Sacrifício de (Yitz´chak  )Isaque - Ano 2000

Mais uma vez o antítipo do Cordeiro foi posto á parte no dia 10 de Abibe.
Vemos um Pai amoroso, com o seu único filho, uma prova quase sobre humana.

E Ele disse, Toma agora teu filho, teu único filhoYitzchak,  a quem tu amas, e entra na terra de Moriyah; e oferece-o lá como uma oferta queimada sobre uma das montanhas da qual Eu te falarei.E Avraham levantou-se de manhã cedo, e pôs sela em seu jumento, e levou dois dos seus mancebos com ele, e Yitzchak o seu filho, e cortou a lenha para o a oferta queimada, e subiu para o cume, e foi para o lugar que Ulhim tinha lhe contado. Então no terceiro dia, Avraham ergueu seus olhos emcima, e viu o lugar à distância, longe.Gên. 22:1 a 4

Foi para impressionar o espirito de Abraão com a realidade do evangelho, bem como para lhe provar a fé, que Yahveh o mandou matar seu filho. A angustia que ele sofreu durante os dias tenebrosos daquela terrível prova, foi permitida para que compreendesse por sua própria experiência algo da grandeza do sacrifício feito pelo infinito Yahveh para a redenção do homem. Patriarcas e Profetas

Então no terceiro dia, Avraham ergueu seus olhos em cima, e viu o lugar à distância, longe.Gên 22 :4


Quatro dias antes. Yitz´chak  (Isaque foi separado para ser levado  ao sacrifício. No terceiro dia, Abraão avistou o lugar de longe, e a partir dali seguiu a pé apenas com Isaque seu filho.
No quarto dia chegou ao lugar mostrado no tempo indicado, construiu o altar, e conversou com seu filho...


Dia 10 de Abibe
11 de Abibe
12 de Abibe
13 de Abibe
14 de Abibe
Separou Isaque para ser oferecido em sacrifício
3 dias caminharam
Viajavam silenciosamente,
Abraão passou seus dias mais angustiosos
Ao terceiro dia, erguendo Abrão os olhos, viu o lugar de longe

Subiu ao monte
Preparou o sacrifício e colocou Isaque sobre ele...

Yitz´chak  (Isaque) cumpriu o simbolismo que caracterizou a morte e ressurreição do Mashyah:

·         A lenha foi posta sobre Isaque, aquele que seria oferecido...
·         No tempo e lugar indicado, construíram o altar de sacrifício...
·         Isaque não se opôs a escapar deste destino,Isaque, tinha sido educado desde a meninice a uma obediência pronta e confiante...
·         entregou-se com voluntaria submissão.
·         Era participante da fé de seu Pai
·         Foi relembrado ali a morte do primeiro cordeiro por Adão, (dia 14 do primeiro mês,  no  1° ano  da saída do Edem) e o sacrifício exigido de Abraão como prova de sua fé 2000 anos depois (pontuando 40 jubileus),  apontava para o mesmo dia 14 de Abibe que o Filho do Homem morreria por toda a humanidade.


No Monte Moriah, Yahveh outra vez renovou seu Concerto, confirmando com juramento solene a benção a Avraham (Abraão) e sua semente, por todas as gerações vindouras.

Por símbolos e por promessas, Yahveh “anunciou primeiro o evangelho a Abraão”. Gálatas 3:8. E a fé do patriarca fixou-se no Redentor vindouro.

Alí  através  daquele  quadro  tremendamente  extraordinário;  Avraham  pode  ver  não  só  a  manifestação  de  Yahweh  o  grande  "EU  SOU"que  lhe  aparecera;  como  também  contemplar  a  morte   e  ressurreição  de  Yahshuah  hamashyah   dois  mil  anos  antes  que  tal  fato  acontecesse.


Ao contemplar  essa  cena  milenar  Yahshuah   disse aos judeus: “Abraão, vosso pai, exultou por ver o Meu dia, e viu-o, e alegrou-se”. João 8:56.


Shaul  Hashaliach=paulo  apostolo;  explicou  de  que maneira  profética  Avraham  viu  o  dia  do sacrificio do  Mashiach  e alegrou.   Pela  fé  ofereceu Avraham  a  Yitz´chak  quando  foi  provado;sim  aquele  que  recebera  as  promessas  ofereceu  o  seu unigenito.  Sendo-lhe dito;em Yitz´chak  será  chamada  a  sua  descendencia,  e considerou  que Yahweh...era  poderoso  para  até  dos  mortos  o  ressuscitar;  e tambem  em  figura (do sacrificio  e ressurreição  do  mashiach) ele  o  recobrou;  Hebreus 11,17-19;  Bereshyt=Genesis 22,16-19.

O carneiro oferecido em lugar de Yitz´chak   (Isaque) representava  YAHSHUAH O CORDEIO DE YAHVEH, que seria sacrificado em nosso lugar, no dia 14 de Abibe  exatos 2000 anos a frente, mais 40 jubileus.

Quando o homem foi condenado á morte pela transgressão da lei de Yahveh, o Pai, olhando para o Filho, disse ao pecador: “Vive, Eu achei um resgate.”

Pessach - Páscoa:

Trezentos e oitenta anos se passaram, e completaram-se 430 anos desde que a promessa fora feita a Abrão naquela noite estrelada relatada em Gênesis 15.
Avraham (Abraão,)Yitsẖak ( Isaque)  e ya´akov (Jacó,) yossef (José) e sua fascinante história no Egito...Chegamos as tribos que compuseram o povo hebreu, e sua escravidão... Agora Mehushua (Moisés )é chamado para libertar o povo.
Interessante que a primeira coisa  que YAHVEH faz antes mesmo da liberdade tão sonhada, é situar o povo no calendário novamente, eles eram escravos e o tempo de adoração estava prestes a ser restaurado.
Era o dia da liberdade enfim, era o dia em que o cordeiro deveria ser morto em cada família e o seu sangue passado nos umbrais das portas,  a casa onde não houvesse sangue, haveria morte, onde porém houvesse o sangue o anjo passaria por alto e pouparia a vida dos primogênitos. Foi o dia da  pessach (Páscoa)  dia 14 do primeiro mês,  Abibe.

 “Fala a toda a congregação de Yahshorul, dizendo, No DÉCIMO DIA deste mês (Abibe) eles tomarão para si mesmos, todo homem UM CORDEIRO, de acordo com a bayit9casa) dos seus ahvot,(pais) um cordeiro para uma bayit: Êx. 12 :3
E vós os guardareis até o DÉCIMO QUARTO DIA  do mesmo mês(Abibe): e toda a assembleia da congregação de Yahshorul os matará entre os crepúsculos.” Êx. 12:6
E assim será como vós comereis dele; com vossos lombos vestidos, vossas sandálias em vossos pés, e o vosso cajado em vossa mão; e vós comereis dele em uma grande pressa: é a Pesach(passagem) de יהוה. Porque Eu passarei pela terra de Mitzrayim esta noite...Êx. 12: 11.
Durante 30 Jubileus (quinze Séculos) o Cordeiro foi morto no dia 14 de Abibe pelo povo hebreu.

40 Jubileus Depois, Esta Data Assinalada Novamente no Tempo 

Por símbolos e promessas a morte de Yahshuah foi anunciada, e o acontecimento real foi cumprido no próprio dia dos símbolos dia 14 de Abibe, o Tipo, o próprio Yahshuah entra em cena na história, 4000 mil anos depois completos 80 jubileus, 1440000 dias.

Números interessantes não acham? Impressionante!


Aqueles símbolos se cumpriram, não somente quanto ao acontecimento mas também quanto ao tempo. No dia catorze do primeiro mês (Abibe), no mesmo dia e mês em que, durante quinze longos séculos, o cordeiro pascal havia sido morto, como símbolo da morte do mashyah. Yahshuah, tendo comido a pessach (Páscoa) com os talmidm (discípulos), instituiu a solenidade que deveria comemorar Sua própria morte como o “Cordeiro de YAH que tira o pecado do mundo. Naquela mesma noite Ele foi tomado por mão ímpias, para ser sacrificado e morto.
Cumprindo  todo o serviço típico da morte  do Cordeiro  na Pessach  até  então!  O antítipo(figura)  foi  assim  substituído pelo tipo(real) pondo fim aos longos  4  mil anos de sombras que apontavam para  a morte  do  Cordeiro que tira o pecado do mundo...que  estava  no projeto  do eterno Yahveh ...desde  a fundação  do mundo!

No ano 31 os símbolos do Antigo Testamento que apontavam para Yahshuah, encontraram o seu sublime cumprimento!

Ø  A morte do primeiro cordeiro, por Adão.
Ø  O dia requerido do sacrifício de Yitsẖak (Isaque.)
Ø  o dia que o povo matou o cordeiro para passar o sangue nos umbrais das portas da passagem na libertação do Egito.

Todos sombras de YAHSHUAH  e de sua morte no dia 14 de Abibe do ano 31.  2000 mil anos depois daquele dia na Monte Moriah.
 Diz Sahul (Paulo): “Yahshuah, nossa Páscoa, foi sacrificado por nós.” 1 Corintios5:7.

A cada 40 jubileus ou 2000 anos a história foi pontuada.

O que pontuará o final do próximo 2000 anos? Esta data se aproxima.

O primeiro cordeiro foi Morto inaugurando a história e o calendário  do eterno yahveh; e houve assim o primeiro Mês e o Primeiro Cordeiro Morto no dia 14.
2000 anos depois  - Um símbolo foi levantado
2000 anos depois  - a Morte do Mashuay ( no ano 31  quando o Mashyah tinha 33 anos de idade).
2000 anos depois – O Mundo estará completando 120 jubileus – ou seja 6000 anos.
 
Se a terra completou 80 jubileus ou 4000 anos onde foi assinalado o evento mais importante da historia  no planeta Terra; a morte do Mashyah, no ano 31, a conta é simples.
2015 – 31 = 1984        e         1984 + 4000 = 5984

Estamos vivendo no ano 5984, e no ano 2031, dia 14 de Abibe, completaremos 6000 anos.

Isto não é visão, sonho ou profecia, é matemática pura e simplesmente! 

E que  a podemos encarar  como  um simples “flesh” de luz, liberada  pelo eterno criador yahveh,  ao  seu povo.
Dentro do campo da ciência cronológica, como disciplina que pode ser encarada como uma ferramenta que descreve e interage com o espaço em que vivemos e ser vista como uma parte da matemática mais intuitiva, concreta e ligada à realidade!

Em Gênesis 6:3 lemos:
 
E יהוהdisse, Meu Ruach não se esforçará sempre como homem, porque ele também é carne: ainda, seus diasserão cento e vinte anos.

Em 2031 completaremos 120 anos jubileu.

Ivonil Ferreira de Carvalho
 Diná Soares 

sábado, 21 de março de 2015

EM QUESTÃO FUNDAMENTAL UNIDADE..

Em questões fundamentais, unidade.

• Em questões secundárias, liberdade.

• Em todas as demais questões, caridade.

MT 25;25 YAHschua, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado...NÃO subsistirá,
Apo-3;17 Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta; e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu;
No Brasil a fe nunca é unidade,,pq todos sabem tudo e cada um sabe diferente...!!!!!!!!!!!!
Imaginem onde está o erro?
Se não há unidade no movimento do nome kadosh..alguma coisa ta errada!
Nota-se que...o espirito religioso prevalece fortemente dentre os pseudos lideres....como no proprio sistema!!
A maioria sairam ontem do sistema, e nem entendia direito la...e se colocam como mestres aqui...isso é estarrecedor!!

 

terça-feira, 17 de março de 2015

O NOME JESUS=DEUS CAVALO.... 2

O NOME JESUS=DEUS CAVALO....
 
 
O "SUS" deus porco dos romanos (latim) Iesoús - Os romanos traduziram este nome, dando a este o ...




 

 
Deus nada mais é do que um adjetivo de qualidade com ramificação gramatical de Z´deus... Então entre ateu...e crente em Deus=Zeus...acho que não Hà diferença nenhuma!! Zeus (em grego antigo: Ζεύς; transl. Zeús;[2] em grego moderno: Δίας, transl. Días), na religião da Grécia Antiga, era o "pai dos deuses e dos homens" (πατὴρ ἀνδρῶν τε θεῶν τε, patēr andrōn te theōn te),[3] que exercia a autoridade sobre os deuses olímpicos como um pai sobre sua família. É o deus dos céus e do trovão, na mitologia grega. Seu equivalente romano era Júpiter, enquanto seu equivalente etrusco era Tinia; alguns autores estabeleceram seu equivalente hindu como sendo Indra. O Júpiter de Smyrne, descoberto em Esmirna em 1680.[1] Rei dos Deuses Deus do Céu, Trovão e Relâmpago Deus da Lei, Ordem e Justiça Morada Monte Olimpo Símbolos Raio, águia, touro e carvalho Cônjuge Hera e outras Pais Cronos e Réia Irmãos Héstia, Hades, Hera, Posídon e Deméter Romano equivalente Júpiter Z´eus=Deus...... YE=SUS-deus cavalo...

O nome se tornou "JESOUS". Nas metamorfoses que o latim sofreu, o nome então chegou a "JESUS". O romanismo apostatado até hoje faz isto, João Paulo II nunca foi o nome do papa, seu nome é Karol Woitthila. As bíblias que se usam no Brasil, traduzidas pelos padres João Ferreira de Almeida, e outros  jesuítas... todas elas são de procedência da tradução Vulgata. Aliás, o nome falso Jesus Cristo, foi trazido para o Brasil pelos Jesuítas, membros da Companhia de Iesus, ou de Jesus, fundada pelo padre militar Inácio de Loyola, em 1537. 
O nome Jesus Cristo, não provém do hebraico, más do grego iesous, Iesous e do latim, Iesus.  O significado da fonética do nome  Jesus  no hebraico é "Ye+ cavalo" porque a palavra "SUS" no hebraico é cavalo, Ye  é um prefixo. 
Na língua latina, a palavra SUS é “porco”. Portanto, nada tem haver com o significado do nome original. O nome único original do Salvador é Yahshuá, seu significado e único no mundo é: "Yah é Salvação". A palavra "SHUÁ"      é  um substantivo feminino  hebraico significa salvação. Yah é a abreviação do nome imutável do Pai...Portanto,  YAHSHUAH=YAH  É SALVAÇÃO...OU SAlVAÇÃO  DE YAH.

Ivonil  ferreira d  e carvalho..
 

OS NEFILIM-GIGANTES NA TERRA!!

Os Nefilin



O homossexualismo foi instituído pelos anjos caídos, que tomou mulheres filhas de adam=raça humana e gerou os nefilins antes do Divulio...O Eterno yhaweh...destruiu todos os humanos na terra...salvando apenas Noach=Noé e familia ( 8 pessoas) que não era descendentes daquela união energúmena, entre anjos e mulheres filhas dos homens...Genesis 6...judas..6,7..os anjos que haviam humanizados e casados com as filhas dos homens...quando veio o Diluvio de aguas, tomaram novamente seu corpos angelicais e subiram, mas, não foram mais aceitos pelo Criador...2ª kefah=Pedro 2,4,5,6,7.. e refs...
O livro da Gêneses assinala a união fecunda dos Benei-ha-ULhim ou filhos dos deuses, com as filhas dos homens: Misterioso casamento do qual nasceu a grande raça dos gibborim, ou dos nephilim:


 

«6. Filhos de ulhim  e filhas dos homens - Quando os homens começaram a ser numerosos sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas, os filhos de ulhim  viram que as filhas dos homens eram belas e tomaram como mulheres todas as que lhes agradaram. Iahweh disse: "Meu espírito não se responsabilizará indefinidamente pelo homem, pois ele é carne; não viverá mais que cento e vinte anos." Ora, naquele tempo (e também depois), quando os filhos de Deus se uniam às filhas dos homens e estas lhes davam filhos, os Nefilim habitavam sobre a terra; estes homens famosos foram os heróis dos tempos antigos.»
O episódio dos "filhos de ulhim ", que se casaram com as "filhas dos homens", é de tradição javista. O capítulo 6 é provavelmente um fragmento que se adicionou para fornecer uma motivação moral à história do dilúvio, derivada de versões mesopotâmicas nas quais essa motivação inexiste. Embora no Gênesis não esteja claro que os nefilins fossem maus, assim eles foram considerados nos livros apócrifos da época do Segundo Templo. O livro apocalíptico dos Jubileus conta que os Sentinelas (anjos) vieram para a Terra e depois pecaram, mas que seu príncipe, Samael, teria tido a permissão de Yaveh para atormentar a humanidade. Entretanto, o judaísmo posterior e quase todos os primeiros escritores eclesiásticos viram nesses "filhos de ulhim" anjos culpados. Nos Livros de Enoch, esse episódio aparece como tendo sido uma desobediência à ulhim . Os últimos compiladores do capítulo 6 provavelmente conheciam a história completa relatada em Enoch, com detalhes sobre os filhos nascidos da união entre anjos e mulheres, "que são chamados espíritos sobre a terra" pois a citação Bíblica foi obviamente influenciada por este livro, do qual temos um fragmento de sua forma mais antiga, em aramaico, o manuscrito de Damasco, descoberto no inverno de 1896-97 numa genizah ou esconderijo secreto de uma comunidade hebraica do Cairo e publicada, pela primeira vez, sob o título de Documento de Damasco, em 1910. O texto completo, em português, aparece no apêndice de "Os Documentos do Mar Morto", de Burrows, de onde tiramos a citação que se segue:
O livro da Gênese assinala a união fecunda dos Benei-ha-ULhim ou filhos dos deuses, com as filhas dos homens: Misterioso casamento do qual nasceu a grande raça dos gibborim, ou dos nephilim:
Resultado de imagem para os nefilins fotos
«6. Filhos de ulhim e filhas dos homens - Quando os homens começaram a ser numerosos sobre a face da terra, e lhes nasceram filhas, os filhos de ulhim  viram que as filhas dos homens eram belas e tomaram como mulheres todas as que lhes agradaram. Iahweh disse: "Meu espírito não se responsabilizará indefinidamente pelo homem, pois ele é carne; não viverá mais que cento e vinte anos." Ora, naquele tempo (e também depois), quando os filhos de ulhim se uniam às filhas dos homens e estas lhes davam filhos, os Nefilim habitavam sobre a terra; estes homens famosos foram os heróis dos tempos antigos.»

 1. Quando outrora aumentou o número dos filhos dos homens, nasceram-lhes filhas bonitas e amoráveis. Os Anjos, filhos do céu, ao verem-nas, desejaram-nas e disseram entre si: "Vamos tomar mulheres dentre as filhas dos homens e gerar filhos!" 2. Disse-lhes então o seu chefe Semjaza: "Eu receio não queiras realizar isso, deixando-me no dever de pagar sozinho o castigo de um grande pecado". Eles responderam-lhe em coro: "Nós todos estamos dispostos a fazer um juramento, comprometendo-nos a uma maldição comum mas não abrir mão do plano, e sim executa-lo". 3. Então eles juraram conjuntamente, obrigando-se a maldições que a todos atingiram. Eram ao todo duzentos os que, nos dias de Jared, haviam descido sobre o cume do monte Hermon. Chamaram-no Hermon porque sobre ele juraram e se comprometeram a maldições comuns. 4. Assim se chamavam os seus chefes: Semjaza, o superior de todoseles, Arakiba, Rameel, Kokabiel, Tamiel, Ramiel, Danel, Ezekeel, Narakijal, Azael, Armaros, Batarel, Ananel, Sakeil, Samsapeel, Satarel, Turel, Jomjael e Sariel. Eram esses os chefes de cada grupo de dez.
VII - 1. Todos os demais que estavam com eles tomaram mulheres, e cada um escolheu uma para si. Então começaram a freqüentá-las e a profanar-se com elas. E eles ensinavam-lhes bruxarias, exorcismos e feitiços, e familiarizavam-nas com ervas e raizes. 2. Entrementes elas engravidaram e deram à luz a gigantes de 3.000 côvados de altura. Estes consumiram todas as provisões de alimentos dos demais homens. E quando as pessoas nada mais tinham para dar-lhes os gigantes voltaram-se contra elas e começaram a devorá-las. 3. Também começaram a atacar os pássaros, os animais selvagens, os repteis e os peixes, rasgando com os dentes as suas carnes e bebendo o seu sangue. Então a terra chamou contra os monstros.
VIII - 1. Azazel ensinou aos homens a confecção de espadas, facas escudos e armaduras, abrindo os seus olhos para os metais e para a maneira de trabalha-los. Vieram depois os braceletes, os adornos diversos, o uso dos cosméticos, o embelezamento das pálpebras, toda sorte de pedras preciosas e a arte das tintas. 2. Eassim grassava uma grande impiedade; eles promoviam a prostituição, conduziam aos exessos e eram corruptos em todos os sentidos. Semjaza ensinava os esconjuros e as poções de feitiços, Armaros a dissipação dos esconjuros, Barakijal a astrologia, Kokabel a ciência das constelações, Ezekeel a observação das nuve3ns, Arakiel os sinais da terra, Samsiel os sinais do sol e Sariel as fases da lua. 3. Quando os homens se sentiram prestes a serem aniquilados levantaram um grande clamor, e seus gritos chegaram ao céu.
IX - 1. Então Michael, Uriel, Raphael e Gabriel olharam do alto do céu e viram a quantidade de sangue derramado sobre a terra e todas as desgraças que sobrevieram (...) 2. Então eles falaram ao Senhor dos mundos: "(...) 4. Tu vês o que foi perpetrado por Azazel, como ele ensinou sobre a terra toda espécie de transgressões, revelando os segredos eternos do céu, forçando os homens ao seu conhecimento; assim procedeu Semjaza, a quem conferiste o comando sobre os seus subalternos. 5. "Eles procuraram as filhas dos homens sobre a terra, deitaram-se com elas e tornaram-se impuros; familiarizaram-nas com toda sorte de pecados. As mulheres pariram gigantes e, em conseqüência, toda a terra encheu-se de sangue e de calamidades." 6. "Agora clamam as almas dos que morreram, e o seu lamento chega às portas do céu. Os seus clamores se levantam ao alto, e em face de toda a impiedade que se espalhou sobre a terra não podem cessar os seus queixumes." 7. "E Tu sabes de tudo, antes mesmo que aconteça. Tu vês tudo isso e consentes. Não nos dizes o que devemos fazer."

 

 
O episódio dos "filhos de ulhim ", que se casaram com as "filhas dos homens", é de tradição javista. O capítulo 6 é provavelmente um fragmento que se adicionou para fornecer uma motivação moral à história do dilúvio, derivada de versões mesopotâmicas nas quais essa motivação inexiste. Embora no Gênesis não esteja claro que os nefilins fossem maus, assim eles foram considerados nos livros apócrifos da época do Segundo Templo. O livro apocalíptico dos Jubileus conta que os Sentinelas (anjos) vieram para a Terra e depois pecaram, mas que seu príncipe, Samael, teria tido a permissão de Yaveh para atormentar a humanidade. Entretanto, o judaísmo posterior e quase todos os primeiros escritores eclesiásticos viram nesses "filhos de Deus" anjos culpados. Nos Livros de Enoch, esse episódio aparece como tendo sido uma desobediência à Deus. Os últimos compiladores do capítulo 6 provavelmente conheciam a história completa relatada em Enoch, com detalhes sobre os filhos nascidos da união entre anjos e mulheres, "que são chamados espíritos sobre a terra" pois a citação Bíblica foi obviamente influenciada por este livro, do qual temos um fragmento de sua forma mais antiga, em aramaico, o manuscrito de Damasco, descoberto no inverno de 1896-97 numa genizah ou esconderijo secreto de uma comunidade hebraica do Cairo e publicada, pela primeira vez, sob o título de Documento de Damasco, em 1910. O texto completo, em português, aparece no apêndice de "Os Documentos do Mar Morto", de Burrows...


Resultado de imagem para os nefilins fotos

Como na morte de yahshuah hashatan e seus anjos rebeldes foram derribados do céus para a terra...esses anjos não podendo mais ter corpos humanizados...já que o eterno vedou-lhes esse poder...ficaram na terra fazendo toda essa desordem e perversão sexual existentes...tudo isso incluso homossexualismo... é fruto desses demônios encarnados e ou apossados das pessoas rebeldes!


 
As três maiores religiões monoteístas do mundo, respectivamente, Judaísmo, Cristianismo e Islamismo sempre interpretaram tradicionalmente o pecado de Sodoma como sendo de natureza homossexual (embora, obviamente, este não tenha sido o seu "único" pecado). Os exemplos abaixo (alguns dos quais já mencionados) ilustrarão isso muito bem:

NO JUDAÍSMO: Filo de Alexandria (20 a.C.-40 d.C.) e Flávio Josefo (37-100 d.C) retratam o pecado de Sodoma como sendo de natureza sexual (homossexualismo). Rashi (Sécs. 11-12 d.C.), um dos maiores exegetas da Bíblia Hebraica, ao comentar Gênesis 19:5, menciona o Midrash Bereshit Rabá (datado aprox. do 3º Séc. d.C.) e afirma que o pecado praticado pelos homens de Sodoma era a "pederastia". No que diz respeito à declaração de Ezequiel 16:50, o texto bíblico, ao dizer que os habitantes de Sodoma praticaram "abominação" (hebr. to'evâ) diante de Deus, pode estar fazendo uma referência velada ao intercurso anal masculino em uma relação homossexual. Além disso, no Pirkei Rabi Eliezer, um texto exegético antigo, escrito, segundo alguns, pelo Rabi Eliezer ben Hyrcanus (80-118 d.C.) é dito que o pecado dos sodomitas era o "mishkav zakhur", ou seja, o coito anal entre homens. (Estas duas últimas informações são encontradas em: LESSER, Joshua, SHNEER, David & PLASKOW, Judith. Torah Queeries: Weekly Commentaries on the Hebrew Bible. New York/London, New York University Press, 2009, p.52).

NO CRISTIANISMO: Agostinho (254-430 d.C.), Ambrósio (340-397 d.C.) e Gregório, o Grande (540-604), entre outros, também interpretam o pecado de Sodoma como sendo de natureza sexual (homossexualismo).

NO ISLAMISMO: Finalmente, o Alcorão (Séc. 7º d.C.), também entende que a prática homossexual é o principal pecado de Sodoma mencionado em Gênesis 19. Dois textos do Alcorão (idênticos), ao tratarem do pecado de Sodoma, dizem o seguinte: "(...) vós vos achegais aos homens, por lascivia, em vez de às mulheres" (Cf. Suratu Al-'a'raf 7:81 e Suratu An-Naml, 27:55). Obs.: Na nota de rodapé da tradução do Alcorão para o português, feita pelo Dr. Helmi Nasr, a primeira referência qurânica citada recebe o seguinte comentário explicativo: "Alusão às práticas homossexuais, disseminadas entre o povo de Lot".

Ivonil ferreira d  e carvalho