domingo, 25 de janeiro de 2015

A BIBLIA....

foto.
11 h · 
nocivos a nossa saude espiritual...os sábios assentam á essa mesa, e come do que é saudavel e nutritivo, e robustesse sua nefesh !
Os tolos comem somente o que é nocivo á sua saude espiritrual, e acaba sofrendo uma terrivel diarreia mental!
Os insanos ao verem isso, nem assentam á mesa e sai fazendo uma imagem que nunca viram!

sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

O BICHO NÃO MORRE E O FOGO NÃO APAGA

O BICHO NÃO MORRE E O FOGO NÃO APAGA
                     O seu  bicho  não  morrerá   nem  seu  fogo  apagará


E  se  a tua  mão...te escandalizar, corta-a;  melhor é  para  ti  entrares  na vida  aleijado,  do  que  tendo  duas mãos  ires  para  Gey-hinom= Geena  de  fogo...onde  o  verme não  morre  e o  fogo  não  é  apagado  Markos 9,42-47.e refs.  Esse  é um  dos  textos  comumente  citados  para  defender  o tormento  eterno.
Outro  bastante mencionado  também  é...e  ali   haverá   pranto  e ranger  de  dentes; Mttytiahu=Mateus 8,12 erefs.     Essas  são  algumas  das muitas passagens  que  Yahshuah  usa  uma  figura  de  linguagem..  Pois  sabemos pelas  Escrituras  Sagradas;  que  ninguém  vai  entrar  na  vida  eterna  faltando  algum  membro (aleijado).
Analisando  esses  textos à  luz  das  Escrituras  Sagradas;  vamos  ver  que  eles  não desaprovam  a  doutrina  da  destruição  eterna. Vejamos,  quem  diz  o  texto  não  morre? “o seu  bicho” Ora!  Essa  expressão  já é bastante  para   provar  que  a pessoa  morreu; Pois  “os  bichos=larvas  de  corpos  putrefatos” só  se encontram  em  corpos  mortos e apodrecidos.
Porque  o  fogo  não é apagado?  Porque  ainda  tem  o  que queimar  lógico.  Para  se  ter  uma  idéia  clara  desse  fogo eterno=Esh olam;   ler  Yahmyahu=Jeremias 17,27;  Será que  a cidade  antiga  de Yahshalayim  que  foi  queimada  pelo  fogo  eterno  no  ano  70; Ainda  está  ardendo  em  chamas   até  hoje?

Lembrem-se  das  cidades  de S´dom=Sodoma  e  Amorah=gomorra  que...sofreram a pena  do  fogo eterno; Yahuda=Judas 7, estão  ainda  a arderem e se  contorcer  os   seus  habitantes,  não!  viraram  apenas cinzas. Eterno é  pois  o  fogo,  e não a matéria,  claro; Heb,12,29. 
Isso  demonstram  que  a teoria  do  tormento eterno é  falsa.  E  sobre  a passagem...haverá  pranto e  ranger  de dentes...perguntamos  aos  imortalistas,  onde ficam  os  dentes  das  pessoas,  no  corpo  físico, ou  na suposta  alma  imortal?   “alguém  pode  responder?”Bem,  já  aprendemos  que  a palavra  grega  Geena ,  refere-se  ao  Gey-hinom=vale  de  hinom  uma  gruta  nos  arredores  de  Jerusalém  antiga;  onde  um  fogo  era  mantido,  para  queimar  e  destruir  o  lixo da cidade, inclusive  carcaças  de  humanos  e animais  mortos.
Podemos  acrescentar  ainda;  o  que  o fogo  não  consumia eram  devorado  pelas   larvas=bichos;  esses  dois  agentes  destruidores  sempre haviam.  E  portanto, o  aniquilamento  dos  cadáveres  ali  jogados  era  completo.  Yahshuah  hamashYah  pois  apontou  para  essas  cenas  bem  conhecidas  por  aqueles  a quem  falava;  para  fazer-lhes  ver  a  destruição  completa  reservada  aos  ímpios .  Tal cena  de  destruição  era  realmente  horrorosa à  vista de  quem  quer  que  a  contemplasse.  Aquelas  palavras  de  Yahshuah  referentes  ao  futuro castigo  dos  ímpios;  baseiam-se   na  passagem de Yahshayahu=Isaias 66,24...e  verão  os  corpos  mortos...porque verme  não  morre  e seu  fogo nunca  apagará,  e  serão um  horror  para  toda  a carne;
A  visão  da  carnificina  sendo  devorada  pelos  vermes  e   as chamas  no  vale  de hinom;  na  qual  Yahshuah apontou  como  sinônimo  da  destruição  eterna;  era  realmente  horrível a quem  quer  que  a contemplasse.  Porem  essa  destruição só  verificará  após  os mil  anos   do Mashiayah.  Terá  lugar  então; a  ressurreição dos  impenitentes, e ímpios; a  chamada  ressurreição  da  condenação; Hyzayon=Apocalipse 20,5,6; Yachonam=João 5,29.
Então é que  será  executado  sobre  eles  o  juízo; “Os  injustos estão,  pois reservados;  para  o  dia  do  juízo, para serem castigados; 2ª Kefah=Pedro 2,9.   Quando  descerá  fogo  do  céu e os devorará;  o que será a  segunda  morte; Hyzayon=Apocalipse 20,9,14,15.  É  claro  e  lógico  que  a destruição  de  corpos  mortos  pelo  fogo é total.
Já  que  nas  Escrituras  Sagradas  não  existe  nenhuma  promessa  de  vida  eterna  para os  vermes!  Essas  como  tantas   passagens  Bíblicas  sobre a  condenação e destruição  dos  ímpios;  mostram  sua  total  destruição tornado-os  em cinzas.
Como  aliás,   esta  escrito...aquele  dia  vem  ardendo  como  fornalha;  todos  os  soberbos, e todos  que  cometem  impiedade, serão  como  palha, e o  dia  que  está  para  vir  os  abrasará, diz  Adonai Tzva´ot=Senhor  das hostes;  de  sorte  que  lhes  não  deixará  nem  raiz  nem r5amo...pois  descerá  fogo  do  céu e os  consumirá... e se  farão  em  cinzas; Malakiah 4,1-4;  Hyzayon=Apocalipse 20,9.
Assim  pois,  não  haverá  nenhum  fogo acêso  queimando  eternamente  após  o  aniquilamento  dos  ímpios  e epcadores;  como  os  imortalistas  crêem e ensina.  Já  que o  profeta  relatou  sobre  esse  fogo  destruidor  o seguinte...Eis  que  serão...os  ímpios...como restolho, e o fogo  os queimará, não  poderão  livrar-se  do  poder das chamas...depois  da destruição...nenhuma  brasa  restará...nem  fogo; Yashayahu=Isaias 47,14.


 Geena (grego γέεννα), Gehinnom (hebraico rabínico: גהנום / גהנם) e iídiche Gehinnam, são termos derivados de um local fora de Jerusalém antiga conhecida na Bíblia hebraica como o Vale do Filho de Hinom (em hebraico: גֵיא בֶן - הִנֹּם ou גיא בן - הינום), um dos dois principais vales circundantes da Cidade Velha...wikipedia.

  
 Estes corpos, ás vezes, eram atirados onde não havia fogo, aparecendo os vermes que lhes devoravam as entranhas num espetáculo dantesco e aterrador. É a este quadro que Isaías se refere no Capítulo 66 versículo 24. 

Não só  os  ímpios,  mas  também  satanás  e seus  anjos  serão  consumidos  pelo...fogo  preparado  para  o  Diabo  e seus  anjos... Mattytiahu=Mateus 25,41. Durante  o  milênio  satanás  estará  inativo  na  terra  deserta; e essa  ociosidade  dele, o  tornará  corruptível  e mortal  como  o  homem; Porque  assim  como  o  homem Yahshuah  que  era  mortal;  teve  que  passar  pelo  processo  de  morte e ressurreição  para  se  tornar  imortal...havendo o mashiach  ressuscitado dos  mortos, já  não  morre; a morte  não  mais terá  domínio  sobre  ele; Romanos,  6,9.
Também  satanás  para ser  morto;  passará  no  milênio  por  um processo  de degeneração;  E  se tornar  mortal  como  um  ser humano;  E  assim  no  fim  dos  mil  anos  após  a ressurreição  dos  ímpios;  tanto  satanás,  seus  anjos  e os  não salvos.  Morrerão  todos  destruídos pelo  Esh  olam=fogo eterno que  descerá  do  céu; Hyzayom=Apocalipse  20,9,10.
Sobre  a morte  e cremação  de satanás,  falaram  os  profetas  de  Yahweh dizendo...os  homens que  ti  virem te  contemplarão,  considerar-te-ão  e dirão; É  esse  o  varão  que  fazia  estremecer  a  terra,  e que   fazia  tremer  os  reinos?...que  assolava  as   cidades  q1ue  a  seus  cativos  não  deixava  ir  soltos  para  suas  casas...por   terra  te  lancei, diante  dos  reis  te  pus,  para  que  olhem  para  ti...esses  ti  dirão; Tu  também  adoecestes  como  nós, e fostes  semelhante  a nós;  os  bichinhos  debaixo  de ti  se estenderão, e os  bichos  te  cobrirão...profanastes  o  teu  santuário; Eu  pois,  fiz   sair  do  meio de  ti  um  fogo,  que  te  consumiu a ti, e te  tornei  em  cinza sobre  a terra, aos  olhos  de todos os  que  ti vêem;  Yashayahu=Isaías 14,10-17.  e Ezekiahu=Ezequiel 28,11-19.
Observa-se,  que  As  Escrituras  proféticas  relatam, que  até  o próprio satanás  depois  de  perder  o  seu  poder  durante  sua  inatividade  no  milênio. Será  morto  e  apodrecido...pois  “os  vermes  se estenderão  debaixo...e  sobre  ele” só  depois  será    cremado  tornando-se  em  cinza.  Assim  a  Palavra  do Eterno  Yahweh  mostra  claramente,  que  todos  os  inimigos  do Altíssimo  vão  virar cinzas.  E  com Satanás  o  inimigo por  excelência  não  será  diferente.  Pois...os inimigos  de  Yahweh (incluso satanás)...desaparecerão, e em  fumaça  se  desfarão...o  fogo  do  Eterno consumirá   os  seus  adversários...já que...o  ardor  de  fogo...há  de devorar  os  adversários...ainda  um  pouco e o ímpio  não  existirá...todos  os ímpios  serão destruídos...o  ímpio é  inteiramente  exterminado...corpo...alma...espírito...Yahweh  devorará  os  ímpios...e o  fogo  os  consumirá...e  serão  como  se  nunca  tivessem  sido...morrendo  eles,  não  tornarão  a viver,  falecendo, não  ressuscitarão;  por  isso os  visitaste  e destruíste, e apagasse  toda a sua memória; Telehim=Salmos 37,10,20. e  21,9. e145,20. e Yashayahu=Isaias 26,11,14.  e Obdias 16.  e Não 1,15. e heb,10,27.


Ivonil  Ferreira  de carvalho........jatai-go.....1989.  literaturas  vitorias  de um principe.


ZEUS — DEUS DO PANTEÃO OLÍMPICO

Deuses


 
Júpiter - Zeus
Zeus (nome grego) — Júpiter (nome romano)
ZEUS — DEUS DO PANTEÃO OLÍMPICO
Brilhar; perspectiva ampla; origem da constelação da Serpente e das Ursas; fundador de uma nova era; formar alianças para consolidar seu poder e impor sua vontade sobre os outros; consciência onde leva a atitudes conscientes, onde é exaltado o controle, a razão, a vontade e o poder; rapidez para decidir e imediatamente agir; discurso duro e forte impondo seu poder absoluto; envolvimento emocional para fazer alguma coisa para corrigir os erros do meio ou das pessoas; visão distante; justiça; raio; poder punitivo por uma ação fulminante; aventuras; juizes e advogados; sabedoria e prudência; destino; várias uniões; paixões repentinas; artifícios; pensar grande; postura majestosa; generosidade por desejo de controlar; viagens; tem características sagitarianas.
ZEUS
Governante do Monte Olimpo, rei dos deuses e dos homens, deus do tempo, sexto filho de Cronos e de Réia. Estava destinado a ser comido pelo pai, como seus irmãos.
Mas a mãe o escondeu, dando a Cronos uma pedra para comer. Depois de crescido, Zeus deu uma beberagem a Cronos e o fez vomitar filhas e filhos, que se uniram a Zeus contra os deuses mais velhos.
Usando raios roubados, eles ganharam a batalha e o universo...
Zeus tomara como sua primeira amante Métis - a Prudência. Gaia que representa a terra (uma das divindades primordiais, avó de Zeus), e Urano, o céu, filho e amante de Gaia, haviam revelado a Zeus que se ele tivesse uma filha, e depois um filho homem de Métis, este seria mais poderoso que o pai, e lhe tomaria o poder supremo, assim como ele, Zeus, havia feito a Cronos.
Quando Métis ficou grávida pela primeira vez, Zeus engoliu-a para que a profecia de Gaia não se concretizasse. Ao término da gestação, Zeus começou a ter terríveis dores de cabeça.
Não sabendo a razão das dores que o enlouqueciam, Zeus ordenou a Hefesto, um deus ferreiro, que lhe abrisse a cabeça com um machado.
Da cabeça fendida de Zeus saltou Atena (em grego: Atena; em latim: Minerva), já adulta, inteiramente vestida e armada com a égide e a lança. Atena lançou um terrível grito e dançou a pírrica, dança de guerra.
A égide era um escudo coberto com pele de cabra que funcionava como arma defensiva e ofensiva.
Enquanto deusa da astúcia e da prudência, da guerra, e sobretudo da capacidade de criar estratagemas, engenhos, planos e métodos de ação para realização de objetivos concretos, Minerva tem entre os heróis e os guerreiros, seus favoritos e protegidos.
Assim, muitas de suas histórias mais conhecidas, tratam do auxílio e do aconselhamento que ela presta, imprescindíveis para que os heróis consigam realizar seus feitos mais gloriosos.
Dentre as mais conhecidas são as de Perseu e a Cabeça de Medusa, Os Doze Trabalhos de Hércules, O Cavalo de Tróia e o Mito dos Argonautas.


JÚPITER
Em grego, Zeus. O mais poderoso dos deuses. Era filho de Saturno e de Réia. Saturno recebera de seu irmão Titã o império do mundo, com a condição de que não criaria jamais nenhum filho masculino; todos aqueles que nascessem, seriam devorados por ele.
Réia, que tivera a dor de ver vários de seus filhos devorados pelo marido, sentindo-se novamente grávida, dirigiu-se para a ilha de Creta, onde deu à luz Júpiter; em seguida para enganar o marido, deu-lhe uma pedra embrulhada em panos, que o voraz deus logo engoliu sem se dar conta do logro.
O deus recém-nascido foi aleitado numa gruta do monte Ida pela cabra Amaltéia, e cuidado pelas Ninfas. Logo que Júpiter cresceu e soube ser filho de Saturno, dirigiu-se ao pai a fim de que este o reconhecesse como filho.
Titã, que ignorava a burla, acusou Saturno de fraude; prendeu-o e pôs Júpiter no trono. Este atacou o Titã, libertou seu pai e colocou-o, novamente, no trono.
Saturno, espantado com a força do filho, procurou por todos os meios ver-se livre dele. Júpiter revoltou-se, então, contra o pai, expulsou-o do céu e obrigou-o a ir morar no Lácio.
Feito senhor absoluto do mundo, reservou-se o reino dos Céus, deu os mares a Netuno e os Infernos a Plutão. De tantas amantes teve um número imenso de filhos.
IV ZEUS IV
Zeus é o deus supremo da mitologia grega. Na mitologia romana ele recebe o nome de Júpiter, é em homenagem ao deus dos deuses que foi dado seu nome ao maior dos planetas do sistema solar.
Zeus é o chefe dos deuses no Olimpo e seus símbolos são o cetro, o relâmpago e a águia. Ele governa os céus, tem o poder de lançar raios, dissipar as nuvens e fazer chover abundantemente, assim fertilizando o solo.
Filho de Cronos e Réia, tinha ainda as irmãs Hera, Héstia e Deméter. Havia uma profecia que dizia que um dos filhos de Cronos iria destroná-lo, o que levou Cronos a engolir seus filhos logo que nasciam.
No nascimento de Zeus, Réia quis evitar aquela situação e ofereceu a seu marido, uma grande pedra toda enfaixada, Cronos engoliu-a imediatamente.
Depois de muitos anos, quando Zeus foi apresentado a Cronos, seu pai não o reconheceu e aceitou uma poção preparada com néctar que o fez vomitar a pedra e todos os irmãos e irmãs de Zeus.
Estes se uniram e venceram uma guerra contra os Titãs que durou dez anos, após a vitória, Zeus, Possêidon e Hades dividiram o planeta entre eles e passaram a governar o seu território escolhido.
Zeus é sem dúvida alguma, a maior entidade da mitologia clássica. Esta carta simboliza a grandeza, a pompa, poder, onipotência e a proteção da família.
No sentido positivo também pode significar liderança, popularidade, ambição, evolução e habilidade com cargos de confiança, poder e autoridade. Representa ainda a possibilidade de se atingir o máximo em relação ao que se deseja.
Quando Zeus aparece para um homem é provável que ele precise se defender com mais avidez. Já para uma mulher, pode significar que ela não deva ser tão submissa aos seus namorados ou marido, nem às suas amigas.
Ao aparecer invertida, a carta representa autoritarismo, ressentimento, rebeliões, corrupção ou dominação sexual excessiva. Na vida profissional pode significar falta de capacidade em chefiar ou de talento para posições de autoridade.
A carta Zeus invertida pode significar também brigas e discussões em abundância, escândalos e até confusões e problemas com a lei.
Numa analogia com o Tarô de Marselha, Zeus corresponderia ao Imperador, que é a corporificação da autoridade e da lei.

PICTOGRAMA

PICTOGRAMA

sábado, 17 de janeiro de 2015

Superior Geral da Companhia de Jesus

Superior Geral da Companhia de Jesus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Superior Geral da Companhia de Jesus é um religioso eleito pela Congregação Geral para governar toda a Ordem dos Jesuítas em caráter vitalício, conforme as Constituições da Companhia. O Padre Geral, como é comumente conhecido, reside na Cúria Generalícia em Roma.
O Prepósito Geral dos jesuítas é por vezes alcunhado de Papa Negro, dado o seu poder e sua batina negra.
Apesar do cargo ser vitalício , o Papa pode acolher a renúncia do Superior Geral, como foi o caso de Pedro Arrupe, afetado por um derrame em 1981 e que foi substituído em 1983.

Congregação Geral da Ordem em 2008[editar | editar código-fonte]

O Propósito Geral, Peter Hans Kolvenbach que tinha sido eleito a 13 de setembro de 1983 e completou 80 anos em 2008, pediu permissão ao Papa Bento XVI para apresentar renúncia na Congregação Geral da Ordem em2008, que foi aceite em 14 de janeiro.
A 35.ª congregação geral teve início no dia 5 de Janeiro de 2008 e decorreu na Cúria Geral de Roma, em Itália.
Foi eleito como novo líder religioso Adolfo Nicolás, no dia 18 de janeiro pelos 218 delegados com direito a voto, após quatro dias de oração. O voto foi pela primeira vez electrónico.
O novo prepósito-geral foi eleito vitaliciamente, em respeito pela constituições dos jesuítas. Tal significa que só voltará a haver uma nova eleição em caso de falecimento, doença grave ou em caso de desistência devidamente justificada.

Lista dos superiores gerais da Companhia de Jesus[editar | editar código-fonte]

#NomePeríodoNotas
Inácio de Loyola1541 – 1556
Diego Laynez1558 – 1565
Francisco de Borja1565 – 1572
Everard Mercurian1573 – 1580
Claudio Acquaviva1581 – 1615
Muzio Vitelleschi1615 – 1645
Vincenzo Carafa1646 – 1649
Francesco Piccolomini1649 – 1651
Luigi Gottifredi165221 de janeiro a 12 de março
10ºGoswin Nickel1652 – 1664
11ºGiovanni Paolo Oliva1664 – 1681
12ºCharles de Noyelle1682 – 1686
13ºTirso Gonzalez1687 – 1705
14ºMichelangelo Tamburini1706 – 1730
15ºFrantisek Retz1730 – 1750
16ºIgnazio Visconti1751 – 1755
17ºLuigi Centurione1755 – 1757
18ºLorenzo Ricci1758 – 1775
Supressão 1773  1814
19ºTadeusz Brzozowski1814 – 1820
20ºLuigi Fortis1820 – 1829
21ºJan Roothaan1829 – 1853
22ºPieter Jean Beckx1853 – 1887
23ºAnton Maria Anderledy1887 – 1892
24ºLuis Martin1892 – 1906
25ºFranz Xavier Wernz1906 – 1914
26ºWlodimir Ledochowski1915 – 1942guerra atrasou a eleição de seu sucessor.
27ºJean-Baptiste Janssens1946 – 1964
28ºPedro Arrupe1965 – 1983Após um AVC em 1981, foi substituído por Paolo Dezza, delegado pontifício.
29ºPeter Hans Kolvenbach1983 – 2008Renunciou em 2008.
30ºAdolfo Nicolás2008 - atual

Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

A presente linha do tempo percorre o período compreendido entre 1534, início do pontificado de Paulo III, até a data atual.
Faz-se a correspondência dos períodos de governo dos prepósitos gerais da Companhia de Jesus com os períodos dos papados.
Papa FranciscoPapa Bento XVIPapa João Paulo IIPapa João Paulo IPapa Paulo VIPapa João XXIIIPapa Pio XIIPapa Pio XIPapa Bento XVPapa Pio XPapa Leão XIIIPapa Pio IXPapa Gregório XVIPapa Pio VIIIPapa Leão XIIPapa Pio VIIPapa Pio VIPapa Clemente XIVPapa Clemente XIIIPapa Bento XIVPapa Clemente XIIPapa Bento XIIIPapa Inocêncio XIIIPapa Clemente XIPapa Inocêncio XIIPapa Alexandre VIIIPapa Inocêncio XIPapa Clemente XPapa Clemente IXPapa Alexandre VIIPapa Inocêncio XPapa Urbano VIIIPapa Gregório XVPapa Paulo VPapa Leão XIPapa Clemente VIIIPapa Inocêncio IXPapa Gregório XIVPapa Urbano VIIPapa Sisto VPapa Gregório XIIIPapa São Pio VPapa Pio IVPapa Paulo IVPapa Marcelo IIPapa Júlio IIIPapa Paulo IIIAdolfo NicolásPeter Hans KolvenbachPedro ArrupeJean-Baptiste JanssensWlodimir LedochowskiFranz Xavier WernzLuis MartinAnton Maria AnderledyPieter Jean BeckxJan RoothaanLuigi FortisTadeusz BrzozowskiLorenzo RicciLuigi CenturioneIgnazio ViscontiFrantisek RetzMichelangelo TamburiniTirso GonzalezCharles de NoyelleGiovanni Paolo OlivaGoswin NickelLuigi GottifrediFrancesco PiccolominiVincenzo CarafaMuzio VitelleschiClaudio AcquavivaEverard MercurianFrancisco de BorjaDiego LaynezInácio de Loiola