quarta-feira, 22 de julho de 2020

Preparação para Moedim - Shavuot






SETE SEMANAS INTEIRAS ATE´SHAVUOT


Preparação para Moedim - Shavuot


Shavuot [semanas] – o Pentecostes
Vaikrah (levitico) 23;15 Tanak netzarim- E vós contareis do dia seguinte depois do Shabat, do dia em que vós trouxestes o feixe da oferta abanada, sete semanas completas.
obs: [sete semanas completas significa que a lua nova, e o dia 30 do mês, não são contados nas semanas inteiras]
16 Até o dia seguinte depois da última semana numerareis cinquenta dias, e vós oferecereis uma nova oferta de grão a YAHVEH יהוה

Explicação das 7 semanas Inteiras-Então temos no 1° mês dia16° o primeiro dia da primeira semana inteira...1°dia de 6 dias de trabalho mais 1dia 7 dias uma semana inteira até o dia 22 dia de Shabat, 1° Semana das sete semanas;
Então temos no 1° mês de 23°dia 1° de 6 dias de trabalho+1 o 29 Shabat, da 2° Semana das sete semanas;
Então temos no 2° mês de 2° 6+1 a 08 Shabat, 3° Semana;
Então temos no 2° mês de 09°dia 6+1 a 15°dia Shabat, 4° Semana;
Então temos no 2° mês de 16°dia 6+1 a 22°dia Shabat, 5° Semana;
Então temos no 2° mês de 23°dia 6+1 a 29°dia Shabat, 6° Semana;
Então temos no 3° mês de 02°dia 6+1 a 08°dia Shabat, 7° Semana; 

São 7 semanas inteiras seis dias de trabalho e o sétimo depois delas, note que 1° dia Lua nova não é contada nas sete semanas nem dia 30 quando há...
Shabat sempre depois de seis dias de trabalho. Lua nova não é dia de trabalho e 30° dia quando houver é preparação pode trabalhar mas não são seis dias de trabalho
Então 9° dia do 3° mês sempre será o 50 dia de SHAVUOT porção dobrada do Rukha Kadosh!


Moedim são as Festas fixas do Eterno ou tempos determinados ou tempos sagrados,
também chamados de shabatot.

Estamos terminando a sétima semana inteira, ou sema quase completando os 49 dias
mais um que é contado a partir do dia posterior ao shabat de 15 de Abibe – dia 16.
Descrição: https://1.bp.blogspot.com/-lwz0Wrt5Xlg/XPvOBqSsS2I/AAAAAAAAIx8/4nSi2lhJg2cG2XNSN7TUmfn4kjYBssEEgCEwYBhgL/s1600/images%2B%25281%2529.jpg

Todos já sabem que as semanas do calendário
verdadeiro que é lune solar, as semanas não
 são sequenciais. E que na contagem das
 semanas inteiras não entram as luas novas e
também o dia 30.
Semana em hebraico shavua, o plural feminino
 da palavra é shavuot! Por isso Chag Shavuot
ou Festa das Semanas [inteiras].

Gostaria de fazer algumas considerações com
vocês...E gostaria que estas fossem muito
 claras, pois é imprescindível que todos entendam ... 

Vamos  abordar 3 pontos relativo a este, e a cada moedim...

1º  ponto é o conhecimento, se você não sabe onde vai, não irá chegar.... Se não
conhece o caminho ou não tem a compreensão dos moedim, se não conhece as
datas fixas,  não tem como receber as benção de tempos determinados...  Muitos
 já ficarão de fora neste primeiro passo... 


Descrição: https://1.bp.blogspot.com/-QKBluOyI-88/XPvNS8tRCRI/AAAAAAAAIx0/dXo19VPswTcdpugg__wCnJtY94UD1KzpwCLcBGAs/s320/Captura%2Bde%2Btela%2B2015-12-04%2B09.36.05.png

2º ponto é o  Desejo – Apesar  de muitos conhecerem, não sentem desejo de participar, para eles isto é uma acontecimento trivial, normal, sem maior relevância... ou seja não são chamados, pelo Eterno ou escolhidos...pois dEle é o querer... 

Apesar de conhecerem, e possuírem todas as informações, saberem a data, isto não despertará em seus corações nenhuma alteração para a ação. 
Mas o - conhecimento e desejo, não vai levar para o próximo passo.

3º ponto é o  Preparo - Neste ponto, também muitos ficarão... Estes tem o conhecimento total a respeito do assunto, e também tem o desejo
de participar....Mas não para por aí, o preparo que se divide em algumas categorias
também é necessário.

 – Preparo físico – Este é importante, imagine vc comendo uma torta de chocolate
, antes do shavuot. Pergunto: Sua mente vai estar preparada para as impressões do
rukha kadosh? Imagine se vc participa de um churrasco e esta cheio de carne no
organismo, [todos sabem que a carne leva no mínimo 3 dias para ser evacuada
do corpo] – neste caso estamos preparados fisicamente? 


O jejum propicia uma desintoxicação corporal, deixa a mente mais clara, e mais sensível 
a percepção do rukha kadosh...  Por isso o jejum pode ser bem apropriado para estas 
ocasiões! Jejum pulando algumas refeições, jejum comendo apenas  frutas, ou apenas 
bebendo de sucos,[sem açúcar ou adoçante], jejum apenas com água.

O descanso  tb é de suma importância! Uma mente cansada, por noite mal dormida, cheia
de preocupações e inquietações, dificilmente será beneficiada, sei que a vida está repleta de
 lutas, mas estas ocasiões são um convite para a dependência do Eterno, e para
exercer a emunah [confiança]!


Descrição: https://1.bp.blogspot.com/-IeNvbqMRN7k/XPvLpSgv2_I/AAAAAAAAIxo/LTdpJvK_UIUNEAYk6n67HaqrT4tXb8D0ACLcBGAs/s320/14592472095_a58de034c6_b.jpg
- A higiene mental  ou  preparo 
mental - Se você assistiu um filme de 
terror, com cenas de violência, com 
cenas inadequadas seja em que sentido 
for... Você está preparado para o shavuot?

- A higiene corporal e ambiental - Digamos
 que vc não não está higienizado, seu
corpo está sujo, suas roupas estão sujas,
ou o ambiente de sua casa está cheio
de sujeira,... de alguma coisa apodrecida, ou mesmo poluição visual... Vc está preparado?



Na Escritura na Torah – instrução,  há muitas instruções referentes a higiene do povo,
 que não estão obsoletas...servem para todas as épocas...

Ter a consciência mental e corporal sobre estes assuntos é muito importante!!! Yahuh
d
eseja que tenhamos saúde e integridade!

Devaryim(Deuteronômio) 23
12 Deverás prover um lugar fora do arraial para as tuas necessidades fisiológicas.
13 Como parte do teu equipamento, tende também uma pá, e quando evacuares, f
aze um buraco e cobre totalmente as fezes.

Shemot - Êxodo 19
…14 Mehushuah [Moisés] desceu da montanha e foi encontrar-se com o povo; ele fez 
que o povo cumprisse o ritual de santificação decretado, e todos lavaram suas vestes.
 15 Em seguida, avisou ao povo: “Estai, pois, preparados para depois de amanhã e até 
lá não vos chegueis a mulher!”
16 Ao alvorecer do terceiro dia, houve trovões, relâmpagos e uma espessa nuvem 
sobre a montanha, e um clangor muito forte de trombeta; e todas as pessoas que 
estavam no acampamento começaram a tremer de medo ....

Vaykra(Levítico) 15:
16 Também o homem, quando sair dele a semente da cópula, toda a sua carne 
banhará com água e será imundo até à tarde.
17 Também toda veste e toda pele em que houver semente da cópula se lavarão com
 água e serão imundas até à tarde.
 18 E também a mulher com quem homem se deitar com semente da cópula, ambos se
 banharão com água e serão imundos até à tarde.


Estas são instruções sobre higiene... tão relevantes que foram para as Escrituras,
deviam ser seguidas, para que perante a presença do Eterno não fossem consumidos
completamente....

Apesar de vivermos em outra época, numa realidade diferente, temos que
compreender o âmago da mensagem, e não importa quem somos, se ricos ou pobres,
 ou onde estivermos, devemos ser uma povo kadosh - para receber a instrução
 kadosh, e sermos beneficiados!

Neste contexto entrava a mikvah - a imersão... que era uma manifestação do preparo
 anteriormente realizado - física e mentalmente e na nefesh [alma - interior]

Meu desejo que todos estejam preparados, inclusive eu! Ter a consciência mental e
corporal sobre estes assuntos é muito importante!!! Yahu deseja que tenhamos saúde
e integridade, isto é, inteireza. Deixemos de lado, mágoas, stress, tristeza, afobamento,
 glutonaria... e qualquer coisa em qualquer sentido que possa nos prejudicar... Que o
amor verdadeiro de Yahuh nos una como achim [irmãos]!
Deixando as coisas que para trás ficam, sigamos para o alvo como diz Shaul! Vamos dar
 importância para o que é invisível, pois são eternas !!!

A comunhão ou associação dos discípulos foi uma ordem do Mashyah!
Não podemos nos associar a dois senhores...Porque vamos agradar a um e desagradar
 a outro, receber a brachah [benção] do Eterno envolve vários aspectos! 

Que o rukha possa impressionar a cada um de vocês, particularmente! E todos juntos
possamos usufruir do Poder, da Influência, da Força e da Sabedoria... enfim, de todos
Dons que vem do Alto e Sublime!!!
Ivonil ferreira  de Carvalho
Diná Soares

segunda-feira, 20 de julho de 2020

Festas fixas de YHVH-YAHVEH

FESTAS FIXAS - UM RETRATO DO TEMPO!



Todas as vezes que pegamos um calendário no começo do ano, uma das primeiras reações é ver em que dia cai os feriados, quantos finais de semanas prolongados teremos... as pessoas querem ver as famosas folgas... Estes dias significam alegria!!! Todos sabem que o Feriado de 07 de setembro sempre cairá dia 7 de Setembro..., mas este caí em dias diferentes da semana, já se perguntou, por que? Sabia que existe um calendário onde as datas são fixas?

As Festas Fixas, ou tempos determinados são os feriados do Altíssimo Yahveh e se encontram no calendário da Escritura. Eles são chamados de “moedim”! Moedim מועדים é uma palavra hebraica, que designa estes tempos sagrados no calendário da Escritura, este é encontrado de modo diferente do usual calendário gregoriano.
No primeiro livro da Escritura está bem claro que o Criador colocou dois luminares para marcar os moedim como um sinal visível.

E Ulhim disse: Haja luzeiros no firmamento dos céus para separar o dia da noite; e que eles sejam por OT, sinais, e por moadim, para marcar, os dias, os anos e estações e os meses. E que eles sejam por luzeiros no céu para dar luz sobre a terra, e assim foi.
E Ulhim fez dois grandes luzeiros; o luzeiro maior para governar o dia, e o luzeiro menor para governar a noite: Ele fez as estrelas também.
E Ulhim pôs no firmamento dos céus para dar luz sobre a terra, e para governar sobre o dia e sobre a noite, e para que separassem a luz das trevas. Ulhim viu que isto era bom, esta foi a tarde e a manhã do quarto dia. Bereshit (Gên.) 1:14 a 18

Eu sempre fiquei muito confusa com estas festas, nunca sabia quantas eram e quais os nomes delas, e ficava mais confusa ainda quando alguém dizia que elas eram marcadas pela lua... não entendia como a lua poderia marcar o tempo. Sim, a lua marca o tempo. Na Escritura vemos isso em:

 Números 28: 11 (início) e 14 (final do verso). No princípio dos vossos meses, (descreve a “receita do que era exigido para a oferta); este é o holocausto da lua nova de cada mês, por todos os meses do ano.

Salmos 104: 19 – “Fez a lua para marcar os meses” algumas traduções trazem a palavra “tempo”. Que tempo? Os meses.

Vejamos como os astros marcam os tempos:

SOL marca os   DIAS - no movimento de rotação e os  ANOS -  no movimento de translação, marca as  ESTAÇÕES na passagem pelos equinócios-  primavera e outono e nos solstícios, marca o verão e inverno.
LUA  NOVA – marca o início de cada mês, e marca também as SEMANAS – nas mudanças de suas fases a cada sete dias.
AS ESTRELAS, marcam quais os MESES DO ANO  estamos no ano, conforme a terra gira no movimento de translação.

Podemos afirmar que o calendário verdadeiro está no céu nos movimentos dos astros, relatado de forma minuciosa nas Escrituras, inalterado desde a criação e homem algum pode alcançar ou manipulá-lo.

Com bases nesses movimentos regulares e fantásticos o Criador nos possibilitou identificar as datas das FESTAS FIXAS os MOEDIM. Tudo está relatado no livro de instrução para os levitas, Levíticos capítulo 23.

FESTAS DA PRIMAVERA
Data
Festa/ Chag
Nome hebraico
14 de Abibe
Páscoa
Pessah
16 de Abibe
Primícias
Bikurim
15 -21
Festa Pães Azimos
Chag Matzot
09 do 3º mês
Festa das Semanas ou Pentecostes
Chag Shavuot

 A Lua Nova do primeiro mês Abibe – Yom Teruah anunciava o Rosh hashanah – (Ano Novo)Yahshuah, nosso Salvador, cumpriu as quatro festas comemoradas na Primavera, no tempo exato designado para sua celebração, segundo o calendário judaico.

FESTAS DO OUTONO – Sétimo Mês - Tisry
Data
Festa/ Chag
Nome hebraico
*Dia 01
Festas das Trombetas/ Toque do Shofar
Yom Teruah
Dia 10
Dia da Expiação / Perdão
Yom Kippur
Dia 15 -21
Festa do Tabernáculos/ Cabanas
Sukot

TOQUES DO SHOFAR

* A palavra hebraica shofar é usualmente traduzida como “trombeta” ou “corneta”.
Shofar 
שופר é um “chifre curvado de um carneiro com uma das extremidades virada para cima”.

O Shofar emite três sons característicos:
 Tekiá – um som contínuo, como um longo suspiro;
 Shevarim – três sons interrompidos, como soluços;
 Teruah – nove (ou mais) sons curtíssimos como suspiros entrecortados

O toque do shofar anunciava os meses, o shabat, os dias das Festas Fixas, também era um aviso para conclamação às armas, chamando o povo para a guerra. Devia ser muito empolgante acordar em um dia kadosh com o som solene do shafar... Tudo contendo uma simbologia real.

A Lua Nova do sétimo mês – o Yom Teruah anunciava o Shemitah (ano sabático) a cada 7 anos e o Yovel (jubileu) a cada 50 anos. A cada ano porém este toque solene anunciava ao povo a proximidade do Yom Kipur (Dia da Expiação/Perdão), que era dia de julgamento onde se exigia preparação e solenidade.
Como estas festas são representações de acontecimentos solenes na história da terra, não estamos alheios a elas.

Vivemos atualmente o momento solene do Yom Kippur desde 1844. No dia 10 do sétimo mês em 1844 findou-se a profecia de Daniel 8 sobre os 2300 dias/anos que se iniciou no outono de 457 antes da era comum, com a ordem de Artaxerxes para edificar e reconstruir o Templo em Yahushalaym.  Somente neste dia o koren Gadol, entrava o lugar Kadoshim e lá permanecia durante 12 horas do dia, nesta ocasião, se ouvia um som característico do shofar, um toque longo, que se chamava Tekiyá Guedolá (grande toque) anunciando o fim do dia em que o korem gadol esteve fazendo expiação pelo povo e os pecados foram apagados.
Vou compartilhar um fato que tem me feito estremecer diante deste assunto tão sério, e creio que chamará a atenção daqueles escolhidos do Eterno, que estão empenhados a entender os acontecimentos presentes e o pequeno espaço de tempo que nos resta até a vinda do Salvador Yahshuah.

A poucos meses um amigo chamado Carlos me relatou o seguinte:

“Ultimamente tenho estudado sobre calendário, festas fixas, hebraico, história, sobre a equivalência da última hora da terra, que são representadas pelos últimos 15 anos da humanidade...aconteceu que eu estava sentado estudando, na porta da casa de minha mãe, e um senhor que eu nunca vi na vida pediu água, pedi para que ele entrasse e deixei os papéis em cima da cadeira e fui buscar água quando cheguei dei água...e ele perguntou se eu estava entendendo o que estudava, então respondi a ele que entendia, com aquele sorriso de quem sabe tudo...ai perguntei a ele se ele sabia... então que veio a surpresa, aquele senhor de idade,  me deu uma lição de história, tinha um conhecimento incrível dos acontecimentos, e entendimento das línguas arcaicas, arqueologia, calendário e festas fixas etc...falava de tal modo como se tivesse vivido e acompanhado aquilo tudo... me disse para focar a minha vida no entendimento profético...disse que a besta já está com os 10 reis atuando e que todas as respostas está na torah e nos profetas de Yahu e de seu Filho Yahshuah...disse que a linha do tempo está descrita nas festas fixas e santuário ....ele falou os nomes com um sotaque estranho, quando pronunciava os nomes do Pai e do Filho,  parecia que duas vozes saiam da sua boca. Nesta conversa o homem disse que o Yom Kippur que iniciou-se no ano 5813 (1844), se encerrará em 5993 (2024) período de 180 anos, equivalente as 12 horas do korem gadol permanecia no lugar kodoshim. Disse que 1 hora profética equivale a 15 anos. 12 horas proféticas equivalem a 180 anos, e que os últimos 7 anos  que são representados pelos 7 dias da festa de sukkot onde o derramamento da chuva serôdia e o último ano 6000 que equivale em nosso calendário ao ano(2031) onde ocorrerão o final das pragas que será o castigo da última geração impenitente viva nesta terra antes da volta do Mashyah. Nisso a minha mãe me chamou pedi licença e sai, quando retornei o velho não estava mais... sai na rua atrás rodei e rodei o procurando e não o encontrei... antes de sair ele disse que eu estava no caminho certo e que em breve o Eterno ajuntará todo seu povo. Ele explicou muita coisa direitinho... Eu que fiquei assombrado e pasmo com tanto conhecimento em um velho de aproximadamente 70 anos. Sabe quando você acha que sabe de tudo e se depara com alguém que demonstra que têm um conhecimento anos luz do seu...fiquei travado! Há outra coisa ele disse: Que o adversário sabe do tempo determinado por isso confundiu o ser humano com calendário pagão para que as pessoas não entendam sobre o tempo determinado, disse que estamos no caminho certo e que ainda aprenderemos mais coisas até o fim do tempo determinado, disse que o Ruach Nevuah nos dará o entendimento”.

Eu sei que existem posições diferenciadas com respeito a este assunto, todos devem e são livres para estudar a todas, juntamente com a coerência da Escritura e da história. Meu objetivo é expor acontecimentos, e dar o alerta a todos os sobre a importância dos momentos solenes que cumprem os Moedim, as Festas Fixas nos tempos atuais.

As Festas Fixas de Primavera se cumpriram em tempo real na vida do Mashyah e seus discípulos. As Festas de Outono, se cumprem desde 1844, em tempos proféticos, usando a medida de tempo profético, e terá sua conclusão tão certo como a história nos relata até aqui! Tudo está marcado nos “Tempos Determinados”, marcado pelos astros no céu, que é o calendário do Criador.
“Temer-te-ão enquanto durarem o sol e a lua, de geração em geração”. Salmos 72:5
O dia de Yom Kuppur era um período de 24 horas anuais, um período metodicamente respeitado, onde inicialmente o koren gadol (sumo sacerdote), fazia expiação pelos seus próprios pecados no início do período, e entrava ao amanhecer no  kadoshim (santo dos santos) permanecendo ali até o entardecer, qualquer erro no tempo custaria a vida do koren galol (sumo sacerdote) e a perdição de todos os vivos que estavam participando do período de 24 horas daquele dia de Yom Kippur. Vivemos em tempos previamente determinados, e fomos predestinados para nascermos nesta época da história, as Festas eram  um “ensaio”,  somos os personagens reais do Dia do Yom Kippur que acontece atualmente, somos testemunhas dos acontecimentos históricos reais, que cumprem o que foi previamente ensaiado, hoje você e eu somos atuantes, e nossos destinos eternos pendem nos atos escritos do Livro da Vida, devemos estar atentos à saída do nosso Koren Gadol do Lugar Kadoshim, breve ele mudará suas vestes de Koren Gadol e vestira Suas vestes de vingança...
Incríveis, foram os acontecimentos entre os anos de 2014 e 2015, quando luas de sangue e um eclipse ocorreram todos nas datas das Festas Fixas, e no Rosh haShanah (início do ano).  Estes eventos astronômicos soaram como o shofar, como sonido dado no próprio céu; muitos olharam para "ouvir" e tentar discernir, para o que tais eventos estavam chamando a atenção!  Os céus estavam literalmente anunciando, a aproximação da última hora da história da terra, os últimos 15 dias/anos proféticos...

Vivemos o “Dia profético do Yom Kippur” ele terminará em tempo determinado, muitos que estão lendo este texto, viverão para testemunhar o cumprimento da Sukot e o cumprimento de Zac. 14:16 a 19.
No dia do Yom Kippur o povo ficava em suspense, pois a ocasião era soleníssima!Chegará o dia que o justo será declarado justo e o ímpio nunca mais poderá mudar a sua impiedade.
Não compreendemos todas as coisas, mas temos tremenda responsabilidade naquilo que nos foi permitido ver.

Os ventos estão sendo seguros enquanto os malachim (anjos) do Eterno selam o restante do Seu povo. Afinal tudo se cumprirá.

Por-Ivonil ferreira de Carvalho
 Diná Soares